SBK: Redding dá trabalho a Rea nos testes de Aragón

Por a 14 Novembro 2019 14:30

A temporada de testes de inverno do Campeonato Mundial de Superbike foi oficialmente inaugurada no circuito espanhol de MotorLand Aragón, com Jonathan Rea (Kawasaki Racing Tea) a liderar um grupo de nove pilotos fortes de SBK nas tabelas de tempos .

O melhor tempo do norte-irlandês de 1:50.416 foi quatro décimos de segundo mais rápido do que o de Scott Redding, que, no entanto, andou logo a topo na sua estreia com a equipa Ducati Aruba.it.

O dia começou lento, pois a chuva deixara a pista de Alcañiz encharcada e Ana Carrasco foi a primeira a levar a sua Kawasaki Ninja 400 para as primeiras voltas quando os chuveiros cessaram.

A seguir, Scott Redding (Ducati Aruba.it) saiu pela primeira vez na Ducati V4 R com equipamento completo Aruba.it. As primeiras voltas foram hesitantes, mas os tempos do piloto de 26 anos caíram progressivamente ao longo do dia – mesmo chegando ao topo das tabelas de líderes a certo ponto – antes de se estabelecer em 1:50.868 com 51 voltas concluídas.

Para o seu companheiro de equipa galês Chaz Davies, esta será a primeira vez que ele enfrenta uma temporada completa de testes de inverno com a V4 R em condições adequadas, pois há doze meses ainda aguardava uma cirurgia à clavícula direita.

O primeiro dia viu-o a trabalhar em novas ideias no chassis e eletrónica da sua Ducati.

Completando o trio de Ducati presentes em Aragon está Leon Camier na sua estreia na Barni Racing. O inglês está concentrado exclusivamente em conhecer a V4 R, antes de se aplicar mais na afinação da moto.

Após o meio-dia, a pista começou a secar lentamente, com os tempos finalmente caindo abaixo da marca de dois minutos por volta das 14h, o que levou à primeira aparição de ambos os pilotos da Kawasaki oficial na pista espanhola. Tendo provado que o pacote está melhor do que nunca, o foco de Rea e Chefe de Equipa Pere Riba nesses estágios iniciais está em pequenos detalhes destinados a tornar a moto um pouco mais fácil, sem perder estabilidade. Rea sofreu um acidente na sessão, mas ficou bem.

Enquanto o trabalho gira em torno de ajustes ao conjunto, para Alex Lowes essas primeiras voltas foram para entender a moto como um todo. O inglês aterra numa nova máquina e dentro de uma nova equipa, e habituar-se à equipa técnica é tão importante como desenvolver a ZX-10RR. As três últimas horas do dia foram suficientes para completar 37 voltas, com o melhor tempo apenas um segundo atrás do companheiro de equipa vencedor do campeonato.

O fabricante com a representação mais forte em Aragón é a Yamaha, que colocou todos os quatro pilotos – dois da Yamaha Pata, dois da Yamaha GRT Junior Team –ainda  na versão 2019 da YZF R1, com o novo modelo 2020 pronto para chegar em Jerez , dentro de duas semanas.

Teremos de nos habituar a ver Razgatlioglu na Yamaha

Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata) foi o segundo piloto a sair da pista de manhã e mostrou que podia ser instantaneamente competitivo na sua nova moto, terminando o dia a apenas uma fração de segundo do companheiro de equipa Michael van der Mark. Para o holandês, o verdadeiro teste será realizado em Jerez no final de Novembro, quando ele conhecer a nova evolução da máquina anterior; aqui, na quarta-feira, foram testados alguns componentes extras, incluindo um acelerador diferente, quando van der Mark e o novo chefe de equipa Andrew Pitt começaram a trabalhar juntos pela primeira vez.

Entretanto, os dois representantes da Yamaha GRT começaram a mostrar por que a equipa confiou em dois rookies para 2020. Garrett Gerloff, a competir na YZF R1 de SBK pela primeira vez, mas também em pneus Pirelli (e no asfalto europeu), foi imediatamente competitivo, chegando a menos de um segundo do melhor tempo de van der Mark. O seu companheiro de equipa italiano Federico Caricasulo, numa Superbike pela primeira vez depois de vários anos nas Supersport, deu mais voltas do que qualquer um a habituar-se à nova classe.

A ação em pista recomeçou hoje pelas 10:00 horas locais, antes de uma pausa de duas semanas até Jerez.

Tempos 1º dia:

Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team SBK) 1:50.416 – 27 voltas

Scott Redding (Aruba.it Racing Ducati) 1:50.868 – 51 voltas

Michael van der Mark (Pata Yamaha SBK Team) 1:50.941 – 39 voltas

Chaz Davies (Aruba.it Racing – Ducati) 1:51.176 – 37 voltas

Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha SBK Team) 1:51.313 – 47 voltas

Alex Lowes (Kawasaki Racing Team SBK) 1:51.567 – 37 voltas

Garrett Gerloff (GRT Yamaha SBK Junior Team) 1:51.867 – 52 voltas

Leon Camier (Barni Racing Team) 1:52.902 – 37 voltas

Federico Caricasulo (GRT Yamaha SBK Junior Team) 1:53.514 – 57 voltas

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x