SBK; Magny-Cours: Corrida Nº 800 acontece amanhã

Por a 27 Setembro 2019 18:00

É um fim-de-semana histórico de corridas na Ronda Francesa da Pirelli no Campeonato Mundial de Superbike de 2019, pois a Corrida 1 será a 800ª corrida na existência do campeonato.

Tendo visitado cerca de 49 circuitos diferentes em 26 países, abrangendo seis continentes e produzindo 75 vencedores diferentes, as SBK continuam a expandir-se e a trazer as mais ferozes corridas de motos de produção. À medida que a corrida número 800 se aproxima, é justo relembrar a rica história de um campeonato que proporcionou momentos desportivos simbólicos em todo o mundo.

A 3 de Abril de 1988, nasceu um novo campeonato alternativo de corridas de motos, no famoso circuito de Donington Park. O Campeonato Mundial de Superbike da FIM começou num domingo frio nas East Midlands, no Reino Unido, sem ninguém saber que em breve se tornaria um ícone cultural de sucesso desportivo na década seguinte; um legado e padrão ainda atuais até o momento.

Davide Tardozzi em Bimota conquistou a primeira vitória do campeonato e venceu a ronda – a primeira e única vez na história das SBK em que corridas foram combinadas para determinar um vencedor à geral.

Muitos pontos de referência chegaram desde então e o campeonato foi ficando cada vez mais forte, descobrindo novos destinos e ampliando a acessibilidade em todo o mundo. Durante a 100ª corrida em 1992, Rob Phillis conquistou a sua última vitória em Jarama, enquanto 100 corridas depois, John Kocinski venceu em casa em Laguna Seca num duelo épico entre ele e Troy Corser em 1996.

A meio caminho do número atual de corridas , com 400, Chris Vermeulen conquistou a sua primeira vitória em SBK diante de uma multidão lotada em Silverstone, tendo falhado na na Corrida 1 por apenas 0,150s.

E mesmo depois dos gigantes das SBK partirem, sangue jovem ingressou nas séroes e fez a sua própria história. Do final mais próximo que uma corrida das SBK já teve em 2010 entre Leon Haslam e Michel Fabrizio, em Phillip Island, aos extraordinariamente próximos finais do campeonato: Max Biaggi batendo Tom Sykes para o título de 2012 por apenas meio ponto. Corridas sensacionais, rookies desenfreados e determinados fizeram com que as Superbike testemunhassem emocionantes finais que criaram histórias próprias.

Assim, na véspera da 800ª corrida, a Superbike continua na vanguarda de grandes corridas de moto, seja assistindo a sensacionais performances a solo ou a ação da volta final de roer as unhas.

A história acena em 2019, com Jonathan Rea (Kawasaki) disputando o quinto título mundial consecutivo – algo inédito – contra o estreante Alvaro Bautista, que venceu as primeiras onze corridas na classe.

O futuro continua a parecer ainda mais brilhante para o campeonato, quando uma equipa oficial da HRC voltar ao paddock, com Alvaro Bautista em 2020 – enquanto o ex-finalista do pódio de MotoGP Scott Redding chegará como um rookie à Ducati, numa tentativa de desafiar Jonathan Rea no topo da classificação das SBK. Acrescente a isso as inúmeras trocas de pilotos e expansões de equipas, e o campeonato brilhará ainda mais em 2020…

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x