SBK, Magny-Cours: As marcas na pista francesa

Por a 26 Setembro 2019 17:00

A Ducati é a líder indiscutível de vitórias em Magny Cours com 16, visto que o próximo concorrente é a Kawasaki com metade desse número. As últimas três vitórias ocorreram em 2016 (dupla) e 2017 (Corrida 2) com Chaz Davies.

No ano passado, a Ducati registrou dois pódios com Xavi Forés em terceiro na Corrida 1 e Chaz Davies em segundo na Corrida 2. O fabricante italiano também lidera o ranking de pódios na pista francesa com 38: mais do dobro dos seus próximos concorrentes, Kawasaki e Yamaha, que têm 17 cada. Apesar de serem os fabricantes de maior sucesso em vitórias e pódios em Magny-Cours, eles averbaram apenas um Superpole aqui, em 2003, com James Toseland.

É a Kawasaki que detém o recorde de Superpoles em Magny-Cours, sete, com três cada para a Yamaha e Honda. A marca venceu oito vezes na pista francesa e todas as vitórias vêm de 2012 em diante. Eles são a equipa a bateer como no ano passado, quando Jonathan Rea fez uma dobradinha.

Em 2018, a Kawasaki conseguiu igualar a Yamaha nos pódios de Magny-Cours, 17, no segundo lugar atrás da Ducati (38), marcando três pódios em quatro possíveis com os seus pilotos, Rea e Sykes. Nas últimas sete Superpole Tissot aqui, a melhor Kawasaki na grelha esteve na pole (2012, 2013, 2014, 2016, 2017, 2018) ou segunda na grelha (2015).

A Yamaha venceu cinco vezes em Magny-Cours, a última em 2010, saindo da pole na Corrida 1 (Cal Crutchlow). No ano passado, eles conseguiram um pódio com Michael van der Mark, terceiro na Corrida 2, o suficiente para manter o segundo lugar nos pódios de Magny-Cours, o mesmo número de Kawasaki (17 cada).

A Honda venceu duas vezes no circuito francês: a primeira vez em 2005, quando Chris Vermeulen venceu a pole na Corrida 1 e a segunda vez no ano seguinte, quando James Toseland venceu a Corrida 1.

Desde a última vitória, o fabricante japonês esteve no pódio sete vezes em Magny-Cours, terminando em terceiro não menos que em cinco delas. A última colocação na tribuna em Magny-Cours foi registrada em 2016: um segundo lugar por van der Mark na Corrida 1.

No ano passado, o melhor resultado foi o nono na Corrida 2, por Leon Camier. Eles também tiveram a sua parcela de má sorte, pois Jonathan Rea caiu duas vezes enquanto liderava: em 2012, corrida 1 e 2014, na corrida 2.

A BMW conquistou dois pódios em Magny-Cours: Leon Haslam foi o terceiro na primeira corrida de 2011, enquanto Marco Melandri foi segundo no ano seguinte, sempre na corrida 1, atrás de Sylvain Guintoli. No ano passado, a marca alemã conseguiu dois décimos lugares com Loris Baz.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png