SBK: Impressões dos melhores após Laguna

Por a 16 Julho 2019 16:52

Depois de muito drama na pista de Laguna Seca, fiquem com algumas declarações dos principais protagonistas depois da poeira assentar.

Uma cativante Ronda dos EUA em Laguna Seca provou ser vital na corrida pela coroa de 2019 de SBK, com uma série de pilotos a alcançar os seus melhores resultados até aqui.

“Eu nunca teria acreditado se me dissessem que viria aqui e marcaria um novo recorde de volta, venceria duas corridas e assumiria a liderança geral!” – Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team)

No que foi uma reviravolta fenomenal em 2 provas, Jonathan Rea anulou um défice de 61 pontos para liderar a classificação do campeonato por 81 pontos antes das férias de Verão.

A boa forma de Rea a caminho de 2 vitórias, combinada com má sorte e infortúnio para Álvaro Bautista nos EUA, viu o quatro vezes campeão de SBK regressar ao controlo do Campeonato com um desempenho cintilante.

Rea afirmou francamente que duas vitórias e um 2º, um novo recorde de volta e uma grande diferença para a segunda posição não pareciam possíveis algumas rondas atrás; e que com estes resultado, as suas esperanças para um quinto campeonato no Mundial de Superbike ficam mais fortes.

“Talvez no início da época não esperássemos vencer tantas corridas, mas com certeza não esperávamos esta situação” – disse por sua vez Álvaro Bautista (Ducati)

Álvaro Bautista ficou confuso após 3 corridas sem pontos na etapa do Campeonato Mundial de Superbike em Laguna Seca. O espanhol, que acumulou mais vitórias do que qualquer outro neste ano, estava no grupo dos três da frente quando caiu de terceiro na primeira corrida, antes de ser eliminado na segunda curva no início da Superpole Race por Toprak Razgatlioglu (Kawasaki Puccetti Racing), deixando-o com uma lesão no ombro.

A lesão provou ser dolorosa demais para Bautista, que se retirou da Corrida 2

Chaz Davies (Ducati)

Após 16 meses de trabalho duro e determinação para voltar à vitória, Chaz Davies estava finalmente de volta ao topo do pódio, quando venceu a corrida 2 em Laguna Seca.

2019 não tem sido fácil para o galês, com uma nova moto e um novo chefe de equipa a que se adaptar, levando Davies a dizer que nunca esqueceu como andar, mas as outras pessoas começaram a achar que sim. Agora, no entanto, com três pódios de Laguna Seca (incluindo a vitória na 2ª corrida), o piloto de 32 anos parece ter virado uma esquina.

Alex Lowes continua

Foi mais uma prova nos seis primeiros lugares em todas as 3 corridas para Alex Lowes em Laguna Seca, com o piloto britânico a consolidar o seu ritmo de ataque, apesar de não conseguir alcançar um pódio nos Estados Unidos.

A temporada de Lowes tem sido forte, com resultados fortes a caminho do terceiro lugar na classificação geral, mas apenas cinco pontos à frente do companheiro de equipa Michael van der Mark.

Refletindo sobre o seu fim de semana, Lowes disse que “trabalhou duro” nos EUA, e que “continuará a trabalhar” nos seus objetivos nas próximas provas.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png