SBK, história: 10 duelos clássicos do passado, Parte 2

Por a 5 Maio 2020 16:00

Chuva, wildcards e batalhas finais de tirar o fôlego e sentir a tensão, os arrepios e a excitação das SBK! 10 pistas, 10 duelos clássicos na segunda parte desta história das SBK! Os circuitos austríaco, italiano e alemão figuram todos nesta lista, mas qual deles sai como Número 1?

5.) Suspense em Spielberg: Osterreichring, Corrida 1, 1991

A 5ª ronda da temporada de 1991 de SBK deu uma das mais espetaculares exibições das corridas de Superbike, ainda hoje veneradas. Stephane Mertens, Doug Polen, Raymond Roche e Rob Phillis foram todos para a frente a velocidades assustadoramente rápidas na última volta, enquanto esculpiam as curvas por entre os Montes Estírios numa estreita senda entre as barreiras. Finalmente, um sprint lado a lado viu Mertens bater Polen sobre a linha por apenas 0,270s, alcançando a sua última vitória e a da Bélgica, numa das corridas mais loucas dessa era das SBK.

Mertens com Terry Rymer em Mosport, Canadá, em 1989

 

4.) Céus abertos: Nurburgring, Corrida 2, 2011

Um atordoador tempo húmido e loucamente imprevisível ocorreu no Nurburgring em 2011, com chuva intensa a dar a primeira corrida molhada de 2011. Noriyuki Haga só tinha feito três voltas em 2011, mas viu-se a liderar na Corrida 2, com nove segundos de vantagem. No entanto, a chuva agravou-se consideravelmente, e seguiu-se o caos; Jonathan Rea caiu na Curva 1 antes do líder Haga se despistar também. O mestre à chuva Tom Sykes passou a liderar até que, eventualmente, a bandeira vermelha parou a corrida. Sykes conseguiu a sua primeira vitória num duelo louco em Nurburgring.

3.) A exibição suprema de Shakey: Brands Hatch, Corrida 2, 2003

Em 1998, Shane Byrne teve uma vitória surpresa na sua estreia no Supersport britânico; 5 anos depois, ‘Shakey’ conseguiu uma dupla em Superbike como wildcard em Brands Hatch. A ronda de 2003 de Brands Hatch SBK deu as boas-vindas ao mundo a um novo talento britânico. Uma Corrida dominante 1 antecedeu uma dura vitória na Corrida 2, ao lutar com o compatriota John Reynolds na última volta. Byrne aguentou-se e seria uma das maiores corridas de SBK em Brands Hatch alguma vez realizada!

Duelo Edwards – Bayliss

2.) A golpes de cotovelo na volta final: Monza, Corrida 1, 2001

Não seria uma lista de Top 10 sem Monza, e com o foco nas pistas do passado, esta vai ser sempre recordada. De inúmeros clássicos à escolha, a luta entre Colin Edwards e Troy Bayliss na Corrida 1 de 2001 é geralmente considerada como o início da rivalidade entre eles. Uma luta de última volta viu ambos esfregarem cotovelos na Parabolica, com Bayliss e a Ducati a defenderem-se de Edwards e da Honda para a sua primeira vitória em 2001 diante de uma apaixonada multidão em casa. Monza nunca deixou de entregar boas emoções…

1.) Avisos de nevoeiro e piso escorregadio: Hockenheim, Corrida 2, 1996

O Hockenheimring traz memórias intermináveis; batalhas a jusante, imprevisibilidade contínua e um fator de medo como nenhuma outra pista. Em 1996, a Corrida 2 continua a ser uma corrida ainda hoje falada, com inúmeros nomes notáveis a colocá-la como a sua favorita de todos os tempos. Contra as probabilidades, depois de uma mudança da Ducati para a Honda em 1996, Carl Fogarty fez uma das voltas mais determinadas da sua carreira para conquistar a sua primeira vitória na Honda RC45 da Castrol. Uma passagem de última volta para a secção do estádio colocou ‘Foggy’ na frente e, para deleite da multidão, conseguiu a sua primeira vitória do ano para o construtor japonês por apenas 0,3s.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x