SBK: Fred Merkel define Laguna Seca

Por a 13 Julho 2019 18:30

Vencedor das duas primeiras edições do Campeonato Mundial de Superbike em 1988 e 1989, “Flyin” Fred Merkel pode nunca ter tido a hipótese de levar a sua Honda RC30, vencedora do título, a dar uma volta em Laguna Seca no SBK, pois a pista só foi usada muito mais tarde, mas não se enganem: poucos homens entendem a pista de 3,6 km melhor do que ele. Ainda um observador atento e bem informado das SBK, aqui estão os seus pensamentos sobre o que está por vir na Ronda dos EUA.

1.) A exigência da montanha-russa americana

“Esta pista é completamente para pilotos. Ajuda ter boa aceleração e coisas assim, mas é preciso muito esforço, porque é muito física. Estar em forma é definitivamente fundamental aqui também. ”

2.) Rea x Bautista, sete dias depois

“Donington é muito diferente daqui. Ambos os pilotos gostam desta pista, portanto será apenas uma batalha da melhor moto e quem tenha mais sorte no dia ”

3.) Começando do começo

“A Qualificação é primordial, eles têm que estar na linha da frente. Se estiverem na frente da ação quando a luz verde acender, ficam bem. Mas vai ser um pelotão muito equlibrado. A Superpole será o fator determinante para o fim-de-semana. ”

4.) Não é uma pista da Ducati? Não é um problema

“Eu acho que a Ducati já chegou tão longe no seu pacote este ano, estão a fazer impossíveis. Nunca se pode deixar de contar com eles. Espero que as temperaturas sejam agradáveis, quentes e favoráveis ​​neste fim-de-semana, e poderemos ter ótimas corridas. ”

5.) Nada como um fim-de-semana sob o sol da Califórnia

“Esta é a minha primeira corrida de SBK aqui em Laguna. As coisas mudaram desde o meu dia, mas ver os espetadores a chegar aqui desde sexta-feira … Vai ser uma prova maravilhosa! Também é ótimo ter MotoAmerica, ter tudo isso num fim-de-semana é uma coisa incrível ”

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png