SBK: Catástrofe para a Kawasaki Pedercini?

Por a 4 Janeiro 2020 16:30

Por alturas do Natal, foi anunciado que o Ministério Público de Roma estava a investigar o patrão da Global Service Solutions, principal patrocinador da Pedercini Kawasaki. Agora todo o projeto SBK está em dúvida.

Após mais de duas décadas no Campeonato Mundial de Superbike, o dono da equipa Lucio Pedercini conheceu o chefe da Global Service Solutions, que é tão apaixonado por corridas como o ex-piloto de corridas, no Outono de 2018.

A empresa italiana atua na gestão de propriedades e emprega aproximadamente 2.600 pessoas. Graças a doações generosas do novo patrocinador, a Pedercini transformou-se numa sólida equipa, entre os 10 melhores no Mundial de Superbike de 2019, mas pouco antes do Natal aparecerem nuvens negras.

Investigações do Ministério Público de Roma em conexão com uma empresa de telecomunicações que faliu em 2016, onde o CEO da Global Service Solutions trabalhava, deixaram o patrocínio em dúvida e revelaram que o executivo estava praticamente proibido de trabalhar.

Com toda a probabilidade, isso terá um enorme impacto no compromisso de Pedercini no Mundial, talvez até na sobrevivência da equipa.

Em 2019, a equipa Kawasaki começou com um piloto nas Superbike e dois no Campeonato Mundial de Supersport. Este ano, Pedercini queria tornar-se a maior equipa do paddock SBK, com dois pilotos cada no Campeonato Mundial de SSP300, Supersport e Superbike.

Agora tudo está desmoronando como um castelo de cartas, mesmo se Lucio Pedercini até agora não tenha confirmado rumores do afastamento da sua equipa e se apegue à esperança. “Não posso dizer muito no momento, porque há mudanças todos os dias“, disse o gestor de 47 anos. “Somente quando a situação estiver clara, posso divulgar informações precisas.”

Já é claro que não haverá cooperação com a equipa de David Salom nas Supersport 300, ao contrário do anunciado no início de Outubro. O espanhol está agora a unir-se ao Projeto GP da equipa Kawasaki para 2020 e vai-se tornar a equipa júnior.

Johan Gimbert (14), que foi originalmente assinado por Pedercini, vai ser o piloto.

Há também más notícias sobre a equipa de Supersport, na qual o britânico Kyle Smith e o italiano Ayrton Badovini deveriam ter corrido novamente.

Atualmente, ambos estão procurando uma equipa diferente e obviamente estão contando com o facto de que não haverá lugar na equipa de Pedercini.

Há indicações de que a equipa, em última necessidade, se irá concentrar apenas no Campeonato Mundial de Superbike, para o qual Jordi Torres e Lorenzo Savadori foram contratados.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x