SBK 2020: Redding comanda em Portimão

Por a 27 Janeiro 2020 15:00

Scott Redding acabou a sessão de Domingo em Portimão como o mais rápido na Ducati Arub, com Baz liderando um punhado de Yamaha atrás, enquanto Eugene Laverty colocou a BMW no mapa acabando entre os cinco primeiros.

O primeiro dia de testes em Portugal foi concluído para as equipas e pilotos do Campeonato Mundial de Superbike 2020 sem chuva e com o sol a animar a acção em pista. Com umYamaha 1-2-3 até à hora de almoço, seria Scott Redding a desalojar o fabricante japonês, com a Ducati liderando a Yamaha através de Loris Baz (Yamaha Ten Kate) e Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata).

No topo da pilha ficou assim a Ducati Aruba, com Scott Redding a marcar tempos rápidos nas duas motos. Redding só tinha ido a Portimão uma vez antes e, desta vez, andou à procura de aderência traseira. Com curvas longas, juntamente com ganchos apertados, a pista oferece a oportunidade perfeita para este tipo de teste. Averbando voltas fortes no final da sessão, Redding estava no ritmo, mas Chaz Davies confessou que não aprendeu muito em Jerez e começou a partir da estaca zero no Domingo em Portugal, melhorando gradualmente ao longo do dia. No final, Davies subiu para sétimo.

Chegando aos estágios finais do primeiro dia, Loris Baz brilhou em segundo. O duas vezes vencedor em SBK estava ansioso por demonstrar o seu talento na Yamaha, enquanto ele e equipa holandesa Ten Kate Racing se preparam para a primeira temporada completa juntos.

Testando diferentes partes nas Yamaha de 2019 e 2020, Baz fez muitos progressos. Outros pilotos independentes que acompanharam Baz entre os dez primeiros foram Sandro Cortese (Barni Racing Team) em oitavo e Garrett Gerloff (Yamaha GRT Junior Team) em décimo.

Michael Ruben Rinaldi (equipa Goeleven) ficou um lugar atrás, enquanto Leandro Mercado (Motocorsa Racing) ficou mais um atrás, depois de cair na curva 14 mais tarde e provocar a segunda bandeira vermelha do dia.

Michael van der Mark foi um dos muitos pilotos que estiveram no topo da tabela durante o dia, confirmando que os testes de inverno começam aqui a sério.

Com a Austrália em mente e o alto grau de degradação dos pneus, o objetivo do holandês é tornar a moto mais suave, e ele foi quarto à bandeira.

O companheiro de equipa Toprak Razgatlioglu ficou um lugar à frente de van der Mark e também trabalhou no equilíbrio do chassis, enquanto avaliava cada volta que ele fazia a bordo da Yamaha YZF R1.

O piloto turco chegou a Portimão tendo sido segundo em Espanha e terceiro após o primeiro dia em Portugal.

Ostentando a bandeira da BMW no primeiro dia em Portimão, Eugene Laverty (BMW Motorrad), mais uma vez impressionou no circuito em que conquistou a sua pole position mais recente. Laverty tinha muito que testar e estava ver bem o potencial do motor da S1000RR, dada a extensão da reta em Portimão.

No entanto, o vice-campeão de SBK de 2013 sofreu uma falha no motor na curva 3 às 13:30, provocando bandeira vermelha.

O companheiro de equipa Tom Sykes trabalhou na eletrónica e também na sua ciclística com o objetivo de melhorar a configuração de corrida. No final do dia, Laverty completou os cinco primeiros, e Tom Sykes ficou em sexto lugar.

Acabando no topo das tabelas de tempos em Jerez e mais uma vez uma força em destaque em Portugal, a Equipa Honda HRC continuou à procura da configuração básica das suas CBR1000RR-R.

Leon Haslam foi quinto à hora de almoço antes de continuar o seu dia adquirindo voltas e, portanto, dados, enquanto Álvaro Bautista enfrentou o circuito de Portimão a bordo da nova Honda. No final de domingo, Haslam ficou em oitavo e Bautista em 15º, com muito mais para vir no segundo dia da dupla Honda.

Em 13º lugar, depois de girar pela primeira vez em 2020, Xavi Forés (Kawasaki Puccetti Racing) aproveitou a sua experiência em Portimão a bordo do ZX-10RR. Experimentando um novo braço oscilante e chassis, Fores terá como objetivo consolidar as descobertas no segundo dia.

Ele ficou um lugar à frente de Federico Caricasulo (Yamaha GRT Junior Team), eSylvain Barrier (Brixx Performance) ficou em 16º.

As seis melhores voltas não oficiais do primeiro dia:

  1. Scott Redding (Ducati) 1’41.179
  2. Loris Baz (Yamaha) +0.573
  3. Toprak Razgatlioglu (Yamaha) +0.702
  4. Michael van der Mark (Yamaha) +0.878
  5. Eugene Laverty (BMW) +1.482
  6. Tom Sykes (BMW) +1.561
0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x