SBK 2020: Rea impõe-se no Teste de Jerez

Por a 24 Janeiro 2020 17:00

O último dia de testes em Jerez trouxe sol por algumas horas antes de mais chuva relegar a maioria das equipas para as suas garagens até final do teste, mas mesmo assim, Kawasaki, Yamaha, Ducati e Honda impressionaram nas posições de liderança.

Com a Honda no topo do primeiro dia, foram Jonathan Rea e a Kawasaki que estiveram no topo depois de 19 voltas nos dois dias.

Atrás dele, o rival de 2019 Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata) e Scott Redding (Ducati Aruba.It), colocaram três fabricantes entre os três primeiros.

Houve muito pouca ação em pista nos dois dias para a equipa Kawasaki Racing, pois eles mantiveram o atual campeão de SBK Jonathan Rea na boxe durante todo o primeiro dia, antes de se aventurar em pista no segundo dia.

Com pouco a testar, porque ele já conhece a ZX-10RR tão intimamente, o novo colega de equipa Alex Lowes trabalhou mais. O Inglês experimentou as configurações de controle de arranque e não esteve preocupado com a falta de tempo seco, pois foi rápido nos testes nos anos passados, mas depois chegou à primeira ronda e a história foi diferente. Indo para Portugal a seguir, Rea ficou no topo e Lowes é quarto.

O duas vezes vencedor de corridas, Toprak Razgatlioglu, estava em boa forma durante o teste e, apesar de sofrer um acidente na curva 1 na quarta-feira, recuperou para liderar na maior parte do segundo dia.

No entanto, uma vez que Jonathan Rea saiu, Razgatlioglu foi empurrado de volta para segundo, embora pouco mais de dois décimos atrás do Irlandês. Michael van der Mark (Yamaha Pata) juntou-se ao seu companheiro de equipa na frente e completou os cinco primeiros, 1,7s atrás de Rea.

Colocando três fabricantes entre os três primeiros, Scott Redding levou a sua Ducati Panigale V4 R a 3º na pista do Circuito de Jerez – Angel Nieto. Tendo corrido na pista mais do que a maioria de seus concorrentes nos seus dias na MotoGP, o ás britânico de 27 anos teve uma boa participação num circuito que conhece bem para aprender as especificações da SBK V4 R. Chaz Davies teve um teste difícil e ficou em 15º no final de tudo, caindo duas vezes no primeiro dia e completando menos de 30 voltas no segundo dia.

Por outro lado, o primeiro dia viu a tão esperada primeira aparição pública da nova Honda CBR1000RR-R que terminou o dia no topo da pilha das SBK nas mãos de Leon Haslam (HRC Team). Na quinta-feira, a moto já não conseguiu replicar completamente a posição, mas foi um bom indicador do que a moto é capaz em condições secas.

O ‘Pocket Rocket’ terminou em sexto lugar no final e saudou o apoio da HRC como dando-lhe a confiança necessária para alcançar grandes feitos.

Para Bautista, que terminou o segundo dia no oitavo lugar, o objetivo ainda é encontrar uma boa base e aprender os detalhes técnicos de uma moto de quatro cilindros em linha, algo que nunca tinha pilotado antes.

Em sétimo lugar ficou o primeiro dos pilotos independentes, Loris Baz (Yamaha Ten Kate Racing). O já vencedor de corridas SBK, de 26 anos, esteve regular nos dois dias de testes, testando com a nova Yamaha YZF R1 de 2020. O tempo chuvoso foi uma confirmação de que a equipa melhorou a configuração da moto em geral, e também praticaram partidas e refinaram os componentes eletrónicos.

Com Baz entre os dez primeiros, outros pilotos independentes foram Michael Ruben Rinaldi (Equipa GoEleven) e Federico Caricasulo (Yamaha GRT Junior Team), que sofreu duas quedas.

Fora dos dez primeiros ficou Tom Sykes (BMW Motorrad) na décima primeira posição, pois a equipa da BMW não esforlou demais durante o segundo dia. Combinado com o companheiro de equipa Eugene Laverty, os dois fizeram 65 voltas no total no segundo dia, com foco principal em Laverty, que elogiou o chassis, mas quer mais motor para progredir. Com dois chassis para testar, a equipa Shaun Muir Racing estará ocupada com mais desenvolvimento em Portimão.

A Orelac Racing Verdnatura ficou em 12º lugar com o estreante de SBK, Maximilian Scheib, que impressionou silenciosamente o paddock de SBK em Jerez. O principal objetivo do piloto chileno era familiarizar-se com a ZX-10RR, ficando em quarto lugar entre os pilotos independentes. Terceiro no primeiro dia, no final foi o 13º para Garrett Gerloff (Yamaha GRT Junior Team) no segundo dia, enquanto Sandro Cortese (Barni Racing) foi o 14º.

O piloto alemão, que gostou da sensação da sua Ducati Panigale V4 R, ainda está sem um lugar permanente na grelha de 2020. Sylvain Barrier (Brixx Performance) foi o 16º na sua Ducati, à frente de Leandro Mercado (Motocorsa Racing).

Teste Jerez, Segundo dia

  1. Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) 1’40.983 (19 voltas)
  2. Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata) +0.231 (42 voltas)
  3. Scott Redding (Ducati) +0.424 (43 voltas)
  4. Alex Lowes (Kawasaki Racing Team) +0.659 (44 voltas)
  5. Michael van der Mark (Yamaha Pata) +1.724 (43 voltas)
  6. Leon Haslam (Honda HRC Team) +1.814 (32 voltas)
0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x