SBK, 2020: Phillip Island revelou rookies rápidos

Por a 13 Março 2020 14:30

A prova de abertura do Mundial de Superbike em Phillip Island há dias, viu os “novos miúdos no quarteirão” do mundial de Superbike sair em destaque, com muito que dizer acerca dos cinco novos rookies de 2020.

Foi um fim-de-semana de histórias de sucesso na ronda inaugural da temporada de SBK, com os novatos da Superbike a dar muito que falar no Circuito de Grande Prémio de Phillip Island.

Com Scott Redding (Ducati Aruba.It) a liderar o caminho com um hat-trick de pódios, houve outras estreias mágicas mais atrás também.

O regresso de Scott Redding ao palco mundial começou com um início saudável, com o piloto britânico a chegar a três terceiros lugares na prova Australiana da Yamaha Finance.

O jovem inglês de 27 anos liderou na Corrida 1 antes de terminar apenas 0,041s atrás do eventual vencedor da corrida Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata).

Segundo classificado do Campeonato, com 39 pontos e apenas 12 atrás do líder Alex Lowes (Kawasaki Racing), Redding bem pode estar feliz com o seu primeiro desempenho no evento, e já procura um regresso às vitórias em breve.

O próximo melhor estreante na classificação é o chileno Maximilian Scheib (Kawasaki Orelac Racing VerdNatura), que foi um dos artistas em destaque na Corrida 2 na ‘Island’, ao chegar ao sétimo lugar.

O primeiro piloto chileno a chegar aos oito primeiros lugares em SBK, Scheib está em 11º lugar na classificação do Campeonato e mostrou um bom ritmo na Corrida 1 também, antes de uma excursão fora de pista o deixar em 15º lugar.

Durante a primeira saída, a volta mais rápida de Scheib colocava-o em sexto lugar em comparação com os seus rivais, tornando a sensação sul-americana uma revelação para desfrutar ao longo de 2020.

A dupla Yamaha GRT SBK Junior Team de Garrett Gerloff (31) e Federico Caricasulo brilhou em Phillip Island em vários aspetos. Gerloff fez uma escapadela incrível na Corrida 1 e chegou ao sétimo lugar em pouco tempo da sua  posição inicial em 17º.

No entanto, a vida útil dos pneus significou que o norte-americano se desvaneceu para o 14.º lugar, enquanto o colega de equipa Federico Caricasulo começou e terminou em 12º.

A Corrida 1 foi a única corrida pontuável para a equipa, que alcançou o pódio em Phillip Island em 2019, quando no dia seguinte Gerloff se lesionou no acidente do Warm Up, afastando-o das restantes corridas, enquanto Federico Caricasulo foi 14.º na Corrida Tissot Superpole e caiu na Corrida 2.

Por fim, Takumi Takahashi (Honda MIE Racing Althea) estreou-se a tempo inteiro nas SBK e, apesar de ter saído de mãos vazias em termos de pontos, fez muitos progressos desde o primeiro dia de teste até às últimas voltas da ação de corrida.

Takahashi terminou a Tissot Superpole Race em 15º, mas esta só dá pontos até ao 10º, e espera voltar ao ritmo em Jerez no final de Março.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x