SBK, 2020: Corrida ao título continua na ronda inaugural de Teruel em Aragón

Por a 2 Setembro 2020 15:00

Pela primeira vez, há rondas consecutivas no mesmo circuito e com muitos dados do fim-de-semana anterior, poderemos ver algumas das corridas mais combatidas de toda a temporada.

Depois de uma dramática Ronda de Aragón Prosecco, o Campeonato do Mundo de Superbike Motul permaneceu no traçado de Alcañiz para um segundo fim-de-semana e a Ronda Pirelli Teruel.

Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) aumentou a sua vantagem no topo da classificação para dez pontos após duas vitórias conquistadas no fim de semana passado, mas Scott Redding (Ducati Aruba.It) está em alta, tornando-se o duelo Kawasaki-Ducati mais uma dinâmica emocionante na corrida pelo Campeonato.

Superando a classificação e vencendo duas vezes num circuito em que não é conhecido por vencer, a exibição elegante de Jonathan Rea viu uma extensão à sua vantagem pontual após a Corrida 2.

O piloto do Ulster tem agora cinco vitórias numa pista onde a Ducati foi o fabricante a bater. Rea pode fazer o mesmo novamente este fim-de-semana, para consolidar a liderança do Campeonato, mas conseguirá?

O seu colega de equipa Alex Lowes certamente espera melhorias; uma enorme queda na Corrida 1, juntamente com apenas 11 pontos amealhados viu-o escorregar para o sexto lugar da geral. É necessário um pódio para o líder do campeonato do início de época entrar outra vez nas contas.

Scott Redding conseguiu uma vitória na Corrida 1 e a segunda na Corrida Superpole Tissot, mas um 4º na Corrida 2 viu-o perder a liderança do Campeonato que conseguira no sábado à tarde. O piloto britânico sabe que tem de levar alguns pontos de Rea este fim-de-semana para voltar o impulso a seu favor.

Na Corrida 2, foi um reacendimento bem-vindo da rivalidade entre Chaz Davies (Ducati Aruba.It) e Jonathan Rea, os dois a lutarem duramente a 4 voltas do fim. Davies está ansioso por uma primeira vitória em 2020 e para recuperar MotorLand Aragón como o seu circuito de eleição. Agora quarto na classificação, está a aproximar-se rapidamente.

Foi o pior fim-de-semana da temporada para a dupla oficial Yamaha Pata de Toprak Razgatlioglu e Michael van der Mark. O melhor resultado de Toprak foi sexto, enquanto van der Mark fez uma valente corrida para completar o pódio na corrida Tissot Superpole de domingo de manhã.

O holandês espera manter esse ritmo e cumprir o potencial da moto no próximo evento de Teruel, enquanto Razgatlioglu precisa desesperadamente de um pódio ou vitória. A 65 pontos de Jonathan Rea, o título pode começar a escapar-se do seu alcance se um grande resultado não for alcançado em breve.

Uma das grandes histórias que se dirigem à Ronda Pirelli Teruel é que a Honda, após apenas quatro rondas com a nova CBR1000RR-R SP, está no pódio. Álvaro Bautista (Team Honda HRC) fez uma corrida soberba, gerindo o seu pneu traseiro SCX mais macio até ao final da corrida para apanhar um pódio, apenas 3,5s atrás da vitória.

Ele e a Honda são ameaças genuínas no pódio este fim de semana e depois de tantos testes e agora um fim de semana de corrida, talvez até possam desafiar pela vitória. O colega de equipa Leon Haslam foi sétimo na Corrida 2, enchendo o britânico de confiança antes da primeira prova de Teruel de sempre no MotorLand.

Foi um fim-de-semana para esquecer para a BMW Motorrad. Tom Sykes caiu na Tissot Superpole, deixando-o em 14º, na sua pior posição na grelha depois da Superpole desde 2011, enquanto Eugene Laverty teve um problema mecânico antes mesmo da Corrida 1 começar.

Nenhum dos pilotos marcou pontos na Corrida 1 ou na Corrida da Superpole Tissot, enquanto Sykes foi 12º e Laverty 14º na Corrida 2. Eles vão estar à espera de melhores resultados durante a prova de Teruel e que pelo menos uma boa Superpole possa impulsioná-los até à frente, para que possam lutar pelo pódio. Cuidado com a possível grande melhoria da BMW este fim-de-semana.

A batalha dos independentes também está ao rubro; Michael Ruben Rinaldi (Team Goeleven) está agora no topo à frente de Loris Baz (Yamaha Ten Kate) com 15 pontos entre eles. O primeiro pódio de Rinaldi pode chegar em breve, talvez até este fim-de-semana, enquanto Baz precisa de um fim-de-semana de corrida estável em termos de resultados.

Atrás deles estão Garrett Gerloff (Yamaha GRT Junior Team) e Xavi Forés (Kawasaki Puccetti), separados por apenas um ponto. Gerloff estava na batalha pela sétima posição com Forés na Corrida 2 e o próprio espanhol conseguiu o melhor resultado do ano com o oitavo lugar na Corrida 1.

O colega de equipa de Gerloff, Federico Caricasulo, voltou a ser nono na Corrida 1, enquanto Marco Melandri (Barni Racing Team) ambiciona mais um regresso ao top 10.

Maximilian Scheib (Orelac Racing VerdNatura) teve uma boa exibição na Corrida 1 até uma queda, mas conseguiu os seus primeiros pontos desde a Austrália na Corrida 2. Sylvain Barrier (Brixx Performance) levou a sua Ducati ao 12.º lugar na Corrida 1 para o seu melhor resultado de 2020 e ambiciona mais neste fim-de-semana, enquanto Takumi Takahashi (MIE Racing Honda Team) levou o seu primeiro ponto do ano na Corrida 1, e Roman Ramos (Kawasaki Outdo TPR) voltará a substituir o lesionado Sandro Cortese. Lorenzo Gabellini estará ausente depois da Althea se separar da MIE Racing.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x