Kawasaki nega regresso ao MotoGP

Por a 19 Abril 2019 10:21

Marca que nos últimos quatro anos dominou como quis o Mundial de Superbikes, a Kawasaki tem este ano enfrentado uma época difícil com a forte oposição da Ducati e o binómio Álvaro Bautista/Panigale V4 R.

Apesar do cenário menos positivo, a aposta na competição nas motos derivadas de série é para continuar ao invés de um regresso ao MotoGP, o principal campeonato mundial do motociclismo de velocidade.

“O MotoGP não está nos planos da marca. É uma competição demasiado cara, pois custa 10 vezes mais do que a participação no Mundial de Superbikes. Teríamos de gastar 60 a 70 milhões por ano. Veja-se o caso da Honda que gasta 100 milhões por época. Para além disso não podemos convencer a administração da Kawasaki a lutar por quintos lugares em MotoGP. A direcção espera obter vitórias seja qual for a categoria”, disse Yoshimoto Matsuda à publicação alemã ‘Speedweek’, ele que é o chefe de projecto da Kawasaki no Mundial de Superbikes.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Velocidade
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png