CNV animou Circuito do Estoril

Por a 14 Julho 2016 10:26

Com um vasto e variado programa de actividades e corridas a terceira prova do campeonato nacional de velocidade realizada no passado fim-de-semana no Circuito do Estoril foi um verdadeiro sucesso. Com quase uma centena de pilotos em pista distribuídos pelas diversas classes que integram o campeonato e com muitas actividades paralelas a cargo seja de equipas ou da organização, o paddock mostrou vida e cor.

As corridas foram naturalmente o prato forte de todo o fim-de-semana, a Copa Motoval realizou aqui mais duas provas e depois do sucesso das primeiras no arranque do campeonato estiveram desta feita presentes 27 pilotos, sendo ambas as corridas ganhas por Gonçalo Ferreira.

Nas Clássicas foi grande a luta pela vitória que envolveu Bernardo Villar e António Machado, com o primeiro a conseguir subir ao degrau mais alto do pódio com uma diferença inferior a meio segundo no final de nove intensas voltas aos 4.182 metros do circuito, ficando Rodrigo Amaral no terceiro posto.

Na Taça Luis Carreira – ENI foram os mesmos três a vencer nas duas passagens pela pista. António Maximiano ganhou ambas as corridas em termos de geral e na classe SBK, o mesmo fazendo João Curva nas Open e José Teixeira nas SS. Em estreia absoluta o Kawasaki ZCup teve três pilotos em pista, com Paulo Vicente a vencer a primeira corrida e Miguel Sousa a segunda.

Nas classes de iniciação, que mais uma vez contaram com os pilotos do Troféu NorteSul Team, Angel Outurelo venceu nas Moto4, e David Ferreira foi o melhor na Prémoto3 na frente de João Marinho.

Finalmente nas duas principais categorias do campeonato, Superbikes e Superstock 600, Tiago Magalhães venceu pela segunda vez este ano ao levar a melhor sobre Rui Reigoto – que liderou nas duas primeiras voltas – no final de 16 animadas voltas ao traçado onde Tiago Magalhães rodou mesmo em duas voltas consecutivas no segundo 43, fazendo em definitivo a diferença para o rival. Os dois da frente cedo descolaram do restante pelotão e deixaram Ivo Lopes – o melhor em Superstock 600 – a discutir o degrau mais baixo do pódio em termos absolutos com Rui Marto e Pedro Monteiro.

Na fase final pareciam poder se aproximar de Rui Reigoto para discutir o segundo posto – Magalhães rodava já isolado para cruzar a meta com mais de doze segundos de vantagem – mas Reigoto manteve-se a salvo de qualquer ataque e viu mesmo Rui Marto subir ao pódio final depois de tanto Lopes como Monteiro terem ocupado essa mesma posição ao longo da corrida. Ivo Lopes atrasou-se igualmente na fase final da corrida, mas voltou a vencer nas Superstock 600.

Actividades paralelas

Iniciação à velocidade
Foram quatro as dezenas de jovens entre os oito e os 12 anos de idade que estiveram no paddock do Estoril. Numa iniciativa promovida pela FMP, Motor Clube do Estoril e Motoval as inscrições rapidamente se esgotaram e foi em ritmo constante que muitos descobriram a condução de uma moto pela primeira vez, em elevadas condições técnicas e de segurança, numa clara demonstração de que a iniciativa terá mesmo que continuar a existir nos próximos eventos agendados para o o traçado.

Exposição motos clássicas
Com os motores a dois-tempos a serem o elo de ligação entre todas elas estiveram igualmente em exposição ao longo de todo o programa do evento, e os proprietários que o desejaram tiveram mesmo a oportunidade de efectuar uma volta em parada ao circuito, dezena e meia de motos de competição com historial nas suas ‘carreiras’. Motos que pertenceram a campeões nacionais ou mesmo campeões do mundo, algumas únicas em todo o planeta, e que trouxeram recordações aos mais saudosistas ou levaram à descoberta do motociclismo de outras eras pelos mais novos que vão descobrindo o fantástico mundo das duas rodas de competição.

‘Guest-Ride’ bem especial
Igualmente durante o dia de Domingo duas das equipas presentes no campeonato nacional, a Zanza Racing Team de Rui Marto, e o Team Motards do Ocidente em parceria com a FMP, a Motoval, o Motor Clube do Estoril e a BMW Motorrad Portugal, levaram a cabo uma acção bem especial que permitiu a membros da Associação de Surdos do Concelho de Sintra descobrir as emoções de rodar numa pista como o Circuito do Estoril à pendura de três fantásticos modelos BMW que foram conduzidos pelos piloto da equipa (Marto e Pedro Flores). Uma forma distinta de aproximar o motociclismo de competição junto de pessoas que mostram tanta ou mais paixão apesar das limitações. Uma iniciativa que promete ter continuidade lado a lado com outros parceiros.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Nacional Velocidade
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png