TT: Luta pelo título entre Maio e Buhler anima Baja de Portalegre

Por a 27 Outubro 2016 10:00

Por força de um regulamento que leva a que os pilotos descontem o pior resultado do ano nas contas finais do campeonato nacional, António Maio, é o principal candidato a deixar novamente Portalegre com o ceptro nas suas mãos.

O piloto alentejano não vence a Baja de Portalegre 500 desde 2012 e poderá conseguir neste 30º aniversário da mítica prova  a sua sexta vitória ao mesmo tempo que pensará nos 12 pontos de vantagem que tem face a Sebastian Buhler em termos de campeonato.

O jovem piloto alemão radicado em Portugal tem sido uma das boas surpresas do ano e depois de assegurar a vitória na classe TT1 chega a Portalegre como o único campeão nacional já definido neste ano de 2016, ou seja na Campeão da categoria TT1.

Quantos aos restantes  títulos nacionais, atenções centradas em Gustavo Gaudêncio e Salvador Vargas na classe TT3 e António Maio e António Pereira no que diz respeito a TT2, aqui novamente com vantagem para Maio que à semelhança do campeonato absoluto leva margem de manobra por força do resultado a descontar no final do campeonato. A terceira posição do campeonato absoluto está igualmente por decidir, com Gaudêncio, Vargas e Pereira a discutirem a mesma.

Mas em Portalegre cabe a Luís Oliveira defender a vitória conseguida no passado ano. O jovem piloto de Sintra quebrou 11 anos consecutivos em que as vitórias foram sempre divididas entre Maio e Mário Patrão e no regresso ao Alentejo irá certamente lutar pela segunda vitória consecutiva numa lista de inscritos onde mais candidatos se juntam para discutir as posições de destaque ao lado dos já referidos Maio, Buhler e Oliveira, como Gustavo Gaudêncio, David Megre, Fausto Mota, Rui Oliveira ou Salvador Vargas, pilotos que ao longo do ano se mostraram sempre dos mais rápidos do pelotão.

Mas a Baja de Portalegre conta igualmente com um sempre presente lote de ‘outsiders’ que pelo seu palmarés ou reconhecida rapidez podem surpreender, como são Hélder Rodrigues ou João Vivas, sem esquecer igualmente Pedro Afonso que mesmo participando apenas na prova do ACP Motorsport é sempre um dos candidatos a surpreender. A estes juntamos ainda o aliciante de Joaquim Rodrigues Jr. surgir em Portalegre aos comandos da mesma Hero 450 Rally com que vai estar na próxima edição do Dakar o mesmo se passando com Fernando Sousa e Fernando Sousa Jr. pilotos que enfrentam a competição com as KTM 450 Rally que levaram no arranque do ano ao África Race, máquinas que irão dar certamente um colorido ainda mais especial a esta edição número 30 da Baja de Portalegre.

 

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Nacional TT
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png