Dakar 2019: Número de inscritos a cair (quase) de ano para ano…

Por a 6 Janeiro 2019 11:15

Mais um sinal que o formato do Dakar na América do Sul está ‘condenado’ é o número de inscritos. Em queda face a 2009, quando 501 equipas responderam à chamada, na primeira edição sul-americana, a edição deste ano conta somente com 334 equipas entre as cinco categorias, motos, autos, camiões, quads e SSV, um pouco menos do que o ano passado, que teve 340.

Estes números ficam bem longe dos conseguidos em 2005, quando 688 concorrentes arrancaram de Barcelona rumo a Dakar.

A primeira edição sul-americana, em 2009, teve 501 concorrentes, mas a partir daí foi muito irregular: 362 (2010), 407 (2011), 443 (2012), 449 (2013), 431 (2014), 406 (2015), 347 (2016), 327 (2017), 340 (2018).

Há muito se percebeu que o Dakar na América do Sul dificilmente vai conseguir melhorar e a ideia da ASO de fazer um Dakar do Pacífico (Chile, Perú, Equador, Colômbia) não colheu.
Mas não foi pela qualidade dos percursos que a prova perdeu elan, mas a tradição do TT é menor, e embora tenha melhorado muito nesta década, naturalmente, é a partir da Europa que está o ‘coração’ dos concorrentes e para eles África, ou algo mais perto que as Américas, é bem melhor.

A ASO terá pensado poder contar com muitos norte-americanos, mas como bem sabemos, têm um desporto motorizado tão bom que dificilmente precisam de rumar ao estrangeiro.

Por isso, é bom provável que o evento volte a cruzar o Atlântico, e tem, para já, três hipóteses como destino: Argélia, Angola/Namíbia e Arábia Saudita, que a realizar-se não será em 2020, mas sim em 2021.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas TT
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x