Dakar 2018: Matthias Walkner destaca-se em momento decisivo

Por a 16 Janeiro 2018 22:21

Muito poucos seriam aqueles a dizer que após a 10ª etapa do Dakar de 2018 a classificação geral iria sofrer uma reviravolta tão grande e que pode muito bem ter sido decisiva para o desfecho de um evento, que termina no próximo sábado na cidade argentina de Córdoba. Isto tendo sempre presente que tudo pode ainda mudar ou esta corrida não tivesse como nome: Dakar!

Com erros de navegação e quedas feias à mistura o novo líder da corrida é Matthias Walkner, que foi também o homem que levou para casa a vitória na etapa. O piloto austríaco pode ter construído, de certa forma inesperada, uma vantagem decisiva para si e a KTM, pois tem 39m42s de vantagem para o novo segundo classificado, que é Joan Barreda Bort. O piloto espanhol, que não está na máxima força física, continua em busca do seu sonho e continua a ser a grande esperança da Honda em conjunto com Kevin Benavides.

O piloto argentino parecia ir a caminho de um dia de sonho em solo pátrio, mas um erro de navegação, pode ter deitado tudo a perder no que diz respeito à vitória final. Benavides está a 41m23s do primeiro lugar num dia que virou pesadelo, pois o seu irmão mais novo disse adeus ao seu primeiro Dakar.

Segue-se Gerard Farrés Guell, que foi um dos vencedores do dia, e saltou do nono para o quarto lugar a menos de sete minutos do terceiro lugar, que foi seu em 2017. Seguem-se dois dos derrotados do dia, Toby Price e Antoine Méo, num top seis que tem agora quatro KTM contra duas Honda, sendo que os seis primeiros estão agora separados por pouco mais de uma hora quando antes do início do dia eram menos de 10 minutos de diferença.

Ricky Brabec, mesmo tendo um dia desastrado, subiu a sétimo e tem na sua perseguição o regular Stefan Svikto. Pablo Quintanilla, outro dos heróis do dia, ascendeu três lugares e é nono. No entanto o piloto chileno, melhor homem da Husqvarna, continua longe do top cinco.

O lote dos 10 primeiros continua a ser fechado por Johnny Aubert, que tem vindo a fazer uma prova muito regular aos comandos da Gas Gas (vestida de KTM). Nesta luta por um lugar de honra no Dakar de 2018 continuam José Ignacio Cornejo, Daniel Nosiglia e já mais distante o espanhol Dani Oliveras.

Nota também para Oriol Mena (14º) que é agora o melhor estreante e também para Laia Sanz (15ª), que continua a ser melhor piloto do género feminino numa jornada onde não evitou uma queda. Por último palavra para a equipa oficial da Yamaha, que depois de perder Xavier de Soultrait e Franco Caimi ficou agora sem Adrien Van Beveren. O melhor representante do triplo diapasão é agora o ‘aguadeiro’ Rodney Faggotter no 20ª lugar.

Classificação geral provisória:

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas TT
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png