SBK, 2021: Top 10 Wild cards, Parte 1

Por a 4 Fevereiro 2021 16:30

As primeiras vitórias emocionais e uma era de grandes momentos: o som dos wildcards aproxima-se rapidamente…

De John Reynolds a Marco Simoncelli, Ben Bostrom a Cal Crutchlow, a lista está cheia de estrelas!

O Campeonato do Mundo de Superbike de 2020 assistiu a ação frenética em 2020, que decerto se repetirá em 2021, mas antes disso, refletimos sobre as maiores conquistas de wildcards na rica história do Campeonato até hoje.

10) Biaggi ressalta: Sepang Corrida 1, 2015

Após uma breve pausa na ação, Max Biaggi voltou a correr em SBK no Circuito Internacional de Sepang, na Malásia. No verdadeiro estilo ‘Mad Max’, foi a raposa velha e astuta que se atirou para passar pela matilha com a preservação dos pneus a chave. O duplo campeão caiu para sexto nas etapas iniciais, mas lutou até ao fim, arrebatando o último lugar do pódio do antigo líder da corrida, Tom Sykes, na última volta, iniciando uma última ronda com resultados mistos, ao cair na Volta 1 da Corrida 2.

9) SuperSic impressiona em Imola: Imola Corrida 2, 2009

Marco Simoncelli pode ter-nos agraciado com a sua presença efervescente durante só um fim de semana, mas deixou um legado maior do que alguns pilotos mais regulares no passado do Campeonato. Um acidente da Corrida 1 despediu Simoncelli para coisas maiores e, depois de um início brilhante, logo ficou no pódio com o colega de equipa para o fim de semana, Max Biaggi. Uma jogada difícil sobre Biaggi na última chicane a meio do caminho deu a Marco o seu primeiro e único pódio mundial em SBK, em apenas a sua segunda corrida. Um wildcard bem aproveitado.

8) Hora da verdade para Crutchlow: Donington Park Corrida 2, 2008

A estreia nas SBK de Cal Crutchlow em Donington Park em 2008 foi agitada; A corrida 1 viu-o não acabar, mas a Corrida 2 foi outra história. Na chuva intensa, o piloto de Coventry era um homem numa missão, vindo da nona posição da grelha para a sexta em uma volta. A estrela britânica foi então a terceiro pela Volta 5 e herdou o segundo na Volta 12, cortesia de um acidente de Troy Bayliss. Ryuichi Kiyonari liderou toda a corrida, mas foi o herói caseiro Crutchlow que ficou em segundo lugar como wildcard. Um sinal de coisas para vir nas SSP…

7) Rebelde Reynolds no final da festa: Brands Hatch Corrida 1, 2000

A última ronda de uma temporada incrivelmente imprevisível de SBK em 2000 ficou ainda mais louca, quando o wildcard John Reynolds facilitou a vitória para a equipa Reve Red Bull Ducati de Ben Atkins. O piloto do Nottinghamshire mostrou todo o seu potencial em condições complicadas em Brands Hatch, perdendo a liderança uma vez a meio da corrida. A partir daí, o ex-piloto mundial e finalista do pódio, Reynolds, conseguiu uma vantagem e voltou para casa ao som de buzinas e celebração pela sua primeira e única vitória nas SBK.

6) Bostrom por nome, Boss por natureza: Laguna Seca Corrida 2, 1999

Não há nada como uma aparição enfática do SBK e para Ben Bostrom, era exatamente o que laguna Seca era 1999. Segundo na Corrida 1, Ben Bostrom procurou consolidar isso na Corrida 2, mas uma queda para o colega de equipa de Wildcard Anthony Gobert – que liderava – fez com que Bostrom liderasse o pódio diante de uma enorme e expectante audiência californiana encharcada pelo sol. Bater em nomes como Carl Fogarty, Troy Corser, Colin Edwards e Noriyuki Haga, seria o início de grandes coisas para o ‘Big Ben’.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x