MotoGP, FP4: Viñales bate Marquez na FP4

Por a 6 Julho 2019 13:12

Maverick Viñales foi o primeiro a subir ao topo da tabela de tempos com Fabio Quartararo a juntar-se à festa, na segunda posição. Marc Marquez também não perde tempo e sobe, rapidamente, para primeiro. Ainda foi importunado por Viñales e Rossi mas nada parece deter o rei de Sachsenring que liderou a tabela de tempos, uma vez mais, até ao final.

A grande ameaça ao campeão do mundo nesta FP4 foi, sem dúvida, Maverick Viñales que se manteve firme na segunda posição. O espanhol viria a ser destituído por Takaaki Nakagami (de muletas) que, apesar da lesão no tornozelo, não desistiu de dar o seu máximo. O seu tempo acabaria por ser batido por Alex Rins que também parece cada vez mais confortável na sua Suzuki.

Maverick Viñales que estava, por esta altura, na quarta posição, conseguiu uma volta relâmpago que bateu a marca de Marquez. O espanhol da Honda já não teve qualquer hipótese de bater o tempo do seu compatriota que terminou no topo. Valentino Rossi ainda esteve no top 5 mas terminou em 8º. Já Alex Rins manteve um bom ritmo durante a sessão e acaba com a terceira posição.

As coisas pareciam bem para Fabio Quartararo, que se manteve no top 5 durante grande parte da sessão. A grande questão no início desta FP4 foi, sem dúvida, a condição física do rookie francês. Terminou a sessão de treinos livres desta manhã com o ombro esquerdo a ficar parcialmente deslocado, acabando por voltar rapidamente à posição normal. Parece que este já é um problema recorrente para Quartararo já esteve na mesma situação há 2 e há 4 anos atrás. O rookie terá de tentar ultrapassar a dor durante o resto do fim-de-semana para tentar desafiar Marc Marquez.

Quanto às KTM, destaque para uma prestação muito positiva de Miguel Oliveira. O piloto português começou a sessão ainda dentro do top 10, terminando, não muito longe, na 15ª posição. A melhor KTM foi a de Pol Espargaro que conseguiu a 5ª posição. Johann Zarco e Hafizh Syahrin, que caiu no início da sessão, ficaram atrás de Oliveira na 20ª e 21ª posição, respetivamente. O piloto português terminou à frente de pilotos como Danilo Petrucci, Cal Cruthlow e Jack Miller. Este foi, sem, dúvida um dia complicado para a Ducati com Tito Rabat a ser o melhor, em 11º. Dovizioso também não conseguiu ir além de 14º. Relembro que no ano passado, foi o italiano que conseguiu o melhor tempo na FP4 mas desta vez, parece que as coisas foram bem diferentes.

Esta foi uma sessão importante para as equipas tomarem as decisões finais para a corrida de amanhã. A escolha dos pneus e o ritmo para a corrida foram testados nesta FP4 de modo a conseguir a melhor preparação possível, não só para a corrida, mas também para a qualificação.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Sapo
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png