SBK, Superpole: Rea é o homem a bater em Misano

Por a 22 Junho 2019 12:20

O piloto britânico não deu hipótese nesta Superpole e deixou Bautista sem qualquer resposta. O historial de Rea em Misano é bastante positivo. Foi, precisamente, neste traçado que conseguiu a sua primeira vitória nas Superbikes, há dez anos atrás, nessa altura, aos comandos de uma Honda.

Bautista já tinha mostrado algumas dificuldades nos treinos livres. Manteve-se atrás de Rea e Van der Mark na primeira sessão e conseguiu, na segunda, a segunda posição atrás do holandês. O piloto da Ducati ainda foi tentando melhorar o seu tempo ao longo da sessão mas não conseguiu acompanhar o ritmo praticado no final da sessão.

Num circuito em que a Kawasaki foi dominante nos últimos anos, todos os olhares estavam postos em Jonathan Rea. Com Van der Mark fora devido à queda de ontem, o piloto britânico teve caminho livre para conseguir a pole position.

Rea chegou ao topo da tabela ainda no início da sessão, já a melhorar o tempo de Van der Mark no dia anterior. A meio da sessão conseguiu melhorar o seu tempo por volta e reforçar, ainda mais, a liderança. Apesar de vários pilotos estarem a começar a fazer voltas mais rápidas, nenhum estava a conseguir ameaçar a posição do britânico.

Já no final da sessão, foi Cortese a tentar roubar a liderança a Rea. Subiu para primeiro mas não por muito tempo. Sykes, que parecia estar desaparecido, surge no topo da tabela. As esperanças dos pilotos caíram por terra quanto Rea consegue uma volta relâmpago, tirando um segundo e meio ao tempo de Van der Mark na segunda sessão de treinos livres.

Tom Sykes recupera e sobe para terceiro na Superpole

Rea garantiu, assim, a primeira posição na grelha de partida para a corrida de hoje. O piloto da Kawasaki não saiu para a pista na sessão de treinos anterior e, parece, que a estratégia resultou. O britânico reforçou ainda que, saindo na frente, espera conseguir voltar a vencer no circuito de Misano.

Sandro Cortese ainda conseguiu melhorar o seu tempo no final da sessão para segurar o segundo posto. O piloto alemão da Yamaha frisou a importância destes passos dados na grelha. “É muito importante começar na primeira linha da grelha aqui em Misano. É um circuito onde é muito difícil ultrapassar”.

Sandro Cortese surpreende e parte ao lado de Rea na corrida de hoje

 

Sykes superou as expectativas e vai também partir da primeira linha, em terceiro lugar. O britânico referiu que “este era um objectivo muito ambicioso que conseguiu alcançar”. Disse ainda que se sente confiante para lutar por boas posições na corrida.

Uma das grandes desilusões desta sessão foi Chaz Davies. O piloto da Ducati não conseguiu trazer todo o seu potencial para a pista e partirá da terceira linha da grelha, em nono lugar. Apesar de ter melhorado o seu tempo, permanece a um segundo de Rea.

Espera-se uma corrida interessante nesta que é a sétima ronda do campeonato. Com Bautista empurrado para a segunda linha da grelha é a oportunidade de Rea ganhar alguma vantagem em relação ao espanhol, que está com mais 41 pontos.

A primeira linha da grelha da corrida 1 em Misano

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Newsletter
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png