Moto3: Gabriel Rodrigo fora do GP da República Checa

Por a 2 Agosto 2019 20:47

Tudo parecia estar a correr sobre rodas para Gabriel Rodrigo mas tudo mudou depois de uma queda grave na FP2. O piloto argentino tinha sido o segundo melhor na primeira sessão de treinos do dia, ficando a uma unha negra do espanhol Jaume Masia.

O ritmo sensacional continuou presente na segunda sessão, e teria terminado no topo da folha de tempos se não tivesse sofrido o acidente. Na última tentativa de fazer uma volta rápida e melhorar ainda mais o seu tempo, Rodrigo foi cuspido da moto na curva um. O piloto da Kömmerling Gresini foi imediatamente encaminhado para o centro médico onde lhe viria a ser diagnosticado uma fratura na clavícula direita e ainda uma fratura pélvica.

O azar de Rodrigo não se fica pela queda pois, dada a gravidade das lesões, ficará impedido de continuar a participar no Grande Prémio da República Checa. O piloto irá dirigir-se a Barcelona, onde será submetido a uma segunda avaliação médica e, muito provavelmente, uma intervenção cirúrgica.

Gabriel Rodrigo mostrou-se, claro, muito desiludido com a situação visto que estava a mostrar um ritmo muito bom até ao momento e iria partir para o dia de amanhã como o melhor piloto em pista. “A temporada parece não estava a correr muito bem e agora ficou ainda pior. Esta fratura dupla foi a pior notícia que podia ter tido. Estávamos a ir muito bem e pagámos um preço muito alto por este erro. Agora vou para Barcelona e espero que a recuperação não seja muito longa.” Rodrigo fez questão ainda de enviar pedir desculpa à equipa que “merecia muito melhor neste fim-de-semana.”

Com a ausência de Rodrigo o piloto com o melhor tempo combinado no dia de amanhã será Tony Arbolino, seguido de Tatsuki Suzuki e Celestino Vietti.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Newsletter
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png