Suzuki KATANA 2019 – O renascimento de um ícon revelado na Intermot

Por a 3 Outubro 2018 12:46

Ontem assistimos na Intermot ao relançamento de um icon da marca Suzuki, a nova KATANA. Depois de todos os vídeos teaser que nos foram sendo enviados e toda a especulação em torno da aparência final do novo modelo, a expectativa era enorme. O protótipo Katana 3.0, desenhado pelo famoso designer italiano Rodolfo Frascoli, e apresentado em 2017 durante a EICMA, gerou enorme expectativa na altura e a Suzuki finalmente convenceu-se de todo o potencial para o seu desenvolvimento.

A apresentação teve ainda a presença do famoso piloto Suzuki, Steve Parrish, colega de equipa do saudoso Barry Sheene e do presidente da Suzuki

A nova Suzuki Katana herda muito do seu aspecto final desse primeiro protótipo 3.0 criado para feira de Milão e apresentado agora oficialmente na Intermot em Colónia.

A nova Suzuki Katana é uma evolução moderna daquela que revolucionou no início dos anos 80 o sector das motos. Os seus traços são inspirados no modelo original mas tecnologicamente a nova Katana é uma moto moderna e sofisticada, cheia de atributos tecnológicos actuais.

Com um motor tetracilíndrico de 999cc, de arrefecimento líquido, injecção eletronica e sistema de dupla válvula SDTV, sistema SET de gestão de escape, que é um 4-2-1, a nova Katana monta suspensões KYB invertidas de 43mm totalmente ajustáveis e travões com discos de 310mm com pinças Brembo de 4 pistons na roda dianteira. O motor debita 150PS às 10.000 rpm e um binário max. de 108 Nm às 9.500 rpm e herda toda a boa reputação que os motores das GSX-R1000 gozam no mercado, ganhadores que foram de muitas competições de Superbikes .

A nível das sua eletrónica a nova Katana inclui 3 níveis de controle de tração e posição off, um sistema que assiste a condução a baixa rotação, sistema Easy Strat de arranque, embraiagem assistida mecânicamente, ABS e painel LCD de informação.

O farol dianteiro mantém a configuração rectangular da Katana original e inclui tecnologia LED nas luzes de presença diurna. A traseira está muito bem desenhada, com o farol integrado no design do banco, onde se destaca o pequeno guarda lamas com suporte de matrícula que está fixo ao braço oscilante. A ponteira de escape é curta e bem integrada e contribui para o aspecto compacto da traseira da nova Katana.

O assento tem apenas 825mm de altura o que permite uma enorme abrangência de estaturas de condutores. O design estreito da Katana no ponto de encontro do banco com o depósito facilita também a colocação dos pés bem assentes no chão.

O design do quadro em alumínio garante toda a rigidez e flexibilidade necessárias pesando exactamente o mesmo que o quadro de uma super desportiva GSX-R1000 actual. O braço oscilante em alumínio provém da GSX-R1000 de de 2016 garantindo a rigidez e o look de uma superbike. O acabamento em negro mate do quadro e braço oscilante contribuem para um look mais agressivo.

As jantes de liga de 17” e 6 braços, montam pneus Dunlop tubeless nas medidas 120/70 na frente e 190/50 atrás. O seu peso é de 215Kg e tem uma distância entre eixos de 1.460mm. O depósito tem a capacidade de 12 litros . O seu PVP e disponibilidade não são ainda conhecidas.

A Suzuki disponibiliza ainda uma série de equipamento e acessórios extra para personalização da nova KatanaA Suzuki Katana está apenas disponível na cor Metallic Mystic Silver

Galeria de imagens da Conferência de Imprensa e do Stand da Suzuki na Intermot

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MOTO+
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png