Como limpar e lubrificar correctamente a corrente de transmissão da vossa moto

Por a 9 Março 2017 13:41

maxresdefault

As correntes sujam-se e perdem lubrificação com o tempo e a utilização,  razão pela qual necessitam periodicamente da vossa atenção e cuidado. Uma corrente devidamente limpa e lubrificada periodicamente pode durar mais de 30.000 Kms, caso contrário poderá deteriorar-se mais rapidamente e inclusivamente afectar outros elementos da transmissão, como o pinhão de ataque e a cremalheira.

Deixamo-vos aqui alguns conselhos simples de como fazê-lo:

QR-5

Primeiro

A melhor altura para limpar e lubrificar a corrente da vossa moto é precisamente após uma volta ou uma saída, quando a corrente ainda se encontra quente e solta. Colocar a moto no descanso central ou eventualmente no descanso lateral aplicando no braço oscilante no lado oposto aio descanso central um acessório que eleva a roda de forma a que a mesma não toque no chão. De preferência colocá-la perto de uma mangueira e de um local onde os líquidos provenientes da lavagem possam ser escoados de imediato.

$_57

Segundo

Poderá usar um bocado de cartão para proteger as restantes partes da moto e aplicar um produtos para limpeza de corrente que não seja agressivo para com os o’rings da mesma em toda a extensão da mesma fazen rodar a roda com a outra mão. Eu uso WD40 pois é um solvente e lubrificante em simultâneo e liberta a corrente de toda a sujidade e excesso de óleos e gorduras mas existe inclusivamente na gama WD um produto específico de limpeza da corrente.

mcy0316_how2-003

Terceiro

Com uma pequena escova, de dentes ou específica para limpeza de correntes, escovar toda a corrente para soltar a sujidade e impurezas. Existem escovas que abraçam toda a corrente e realizam praticamente a limpeza numa só passagem. Existem também sistemas mais sofisticados que ao mesmo tempo que aplicam o solvente escovam também. E tudo se passa dentro de uma pequena caixa que recolhe o líquido sujo que resulta do processo de limpeza.

mcy0316_how2-004

Quarto

Limpar a cremalheira e se possível o pinhão de ataque desmontando a peça protetora do mesmo, eventualmente algumas incrustações de óleo mais espessas terão que ser removidas com uma espátula rígida em plástico e com um solvente adequado, ( eu continuo a usar para este efeito WD40 )

mcy0316_how2-005

Quinto

Enxaguar com mangueirada de água abundante toda a extensão da corrente para a libertar da sujidade e do líquido solvente utilizado podendo fazer pressão apenas com o dedo na mangueira. Nunca utilizar máquina de pressão directamente sobre a corrente pois a mesma irá afectar e remover o lubrificante que as correntes de o’rings têm dentro de si. Fica aqui esta advertência como regra principal e de um tema absolutamente a evitar.

mcy0316_how2-006

Sexto

Aconselho-vos a darem uma pequena volta com a moto para secar a corrente a libertar de eventuais restos de sujidade agora certamente mais solta e  ligeiramente aquecida ( cerca de 10 minutos ). Depois colocar novamente a moto no descanso central ou semelhante e lubrificar a corrente pelo seu interior, tendo o cuidado de o fazer em ambas as faces e aconselho a fazerem-no com um lubrificante próprio mais viscoso. Há quem o faça novamente com WD40 mas ao ser mais líquido e de pouca densidade obrigaria a lubrificações constantes. No final limpar o excesso de lubrificante com um trapo limpo. Ter em atenção que durante a projecção do lubrificante não se atinjam outros elementos da moto tais como travões de disco ou as próprias pinças, o que obrigaria a uma limpeza das mesmas pois o seu rendimento seria seriamente afectado .

maxresdefault-1

Sétimo

A periodicidade depende muito do regime de utilização da vossa moto. No caso de motos de todo terreno será sempre que saiam com as mesmas para o campo. Nas motos de cidade depende também se andam mais em dias de chuva ou não, mas cada 2.000 a 3.000 Kms convém rever o estado de lubrificação da mesma e fazer a sua manutenção. Caso necessário no final proceda ao ajuste da tenção da corrente, tema que abordaremos num próximo artigo.

 

IMG_6543

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MOTO+
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png