HONDA CRF 250R 2018 – Totalmente Renovada

Por a 8 Agosto 2017 12:21

 

Para 2008 a Honda decidiu renovar por completo a sua CRF 250R, que inclui agora arranque eléctrico , um novo motor e uma nova ciclística. Uma renovação profunda para o próximo ano com a qual a Honda pretende novamente estar na ribalta do motocross mundial em 250cc.

O novo motor DOHC foi redesenhado a pensar em três factores , potência máxima, tração e aceleração. Desenvolve pois 9% mais de potência que a versão anterior num regime mais elevado de 2.000 rpm, e o red line está também na versão 2018 900rpm acima do anterior.

A partir das 8.500 rpm o motor da CRF 250R dispara e mantém o mesmo binário e potência até ao limite das rotações. Com isto melhora a relação peso/potência em cerca de 5% e é cerca de 3% mais rápida que a sua antecessora.

O novo quadro que é 340gr mais leve que o anterior tem uma nova distribuição de massas, mais centralizada e é o mesmo que monta a sua irmã de maior cilindrada a CRF 450R.

A suspensão dianteira Showa SFF-TAC-Air que montava o modelo anterior foi agora substituída por uma nova suspensão invertida da Showa de molas helicoidais e de baínhas de 49mm. Esta suspensão foi estreada na nova CRF 450R e não resulta de uma evolução da anterior mas sim tem por base uma versão Showa que foi fornecida aos pilotos do campeonato MX japonês durante o ano passado. Esta nova suspensão permite um aumento importante nas possibilidades de afinação da mesma.

Já relativamente à suspensão traseira o amortecedor Showa passa a estar numa posição mais baixa em cerca de 39mm que o anterior e colocado numa posição totalmente centrada com a moto. O braço oscilante foi também redesenhado e é agora 220gr mais leve sobretudo graças a secções transversais mais estreitas.

O depósito de gasolina é o mesmo que monta a CRF 450R , em titânio, e que leva 6,4 litros de combustível e pesa apenas 1.039gr, ou seja 513 gr. Menos que o anterior em plástico, realidade que contribui para baixar o centro de gravidade da moto. O tampão plano do depósito tem também como objectivo permitir que o piloto se possa mover para a frente na moto com mais liberdade.

Os dois escapes estão também colocados mais para dentro da moto ajudando a centralizar massas. A zona frontal da moto e os novos plásticos são também mais estreitos.

O botão de selecção do modo de motor encontra-se no punho esquerdo e tem disponíveis 3 mapas distintos que podem ser alterados em função das condições da pista e o tipo de pilotagem; Modo é o modo Normal, Modo 2 é o modo Soft, e o modo 3 é o modo Agressive, sendo que uma pequena luz indica o modo selecionado.

Finalmente este ano a CRF 250R não tem pedal de arranque e apenas arranca eléctricamente.

 

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Nacional Supercross
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x