Rossi para Lorenzo: “Para ir para a Ducati é preciso ter ‘tomates'”

Por a 20 Março 2016 12:45

Recomeçou a ‘telenovela’ Valentino Rossi-Jorge Lorenzo… Poucas horas depois do anúncio da renovação de contrato do italiano com a Yamaha até 2018, Lorenzo afirmou que a decisão de Rossi “é bem mais fácil do que a minha porque ele não tinha nenhuma outra alternativa”.

Rossi respondeu dizendo que “para ir para a Ducati e mudar de moto é preciso ter ‘tomates’, por isso ele vai ficar”. O site oficial do MotoGP ofereceu uma tradução menos ‘agressiva’ das palavras de Rossi mas quase todos os media da especialidade transcreveram à letra aquilo que o italiano disse sobre a possível ida de Lorenzo para a equipa italiana, abrindo um novo capítulo numa longa rivalidade entre os dois companheiros de equipa.

Ambiente tenso

Depois, no quarto treino livre no Qatar, Rossi gesticulou para Lorenzo quando este alegadamente o bloqueou na Curva 1 numa volta rápida do italiano, quando o espanhol estava a sair das boxes. Segundo Rossi, quando ambos se encontraram no final o italiano perguntou apenas ‘Porquê?’, ao que Lorenzo terá respondido ‘O que raio é que tu queres?’.

Para o campeão do Mundo em título, “toda a gente sabe que quando sais das boxes não podes travar para deixá-los passar. Tudo o que podes fazer é ficar na linha branca, Não posso ir para a gravilha. O que posso eu fazer? Se ele está zangado eu não sei porquê, têm de lhe perguntar”.

Recorde-se que em 2015 Rossi recebeu uma penalização por ter feito algo semelhante a Lorenzo na qualificação  de Misano. Seja como for, a poucas horas da primeira corrida da época, o ambiente entre os dois primeiros classificados do Mundial de 2015 parece mais ‘quente’ do que nunca.

4
Deixe um comentário

Please Login to comment
3 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
GilPauloPaulo AraújoJarno Saarinen Recent comment authors
recente antigo mais votado
Jarno Saarinen
Membro
Jarno Saarinen

Não me pronuncio acerca das “bocas” e dos “tomates” de cada um, mas posso pronunciar-me sobre atitudes, e agora vou falar sobre as atitudes dos comissários, e facto, é que se os comissários nos desportos motorizados não têm que agir de imediato, como os árbitros dos jogos com bola, a verdade é que continuam a ser humanos, e como tal podem errar, ser parciais, incompetentes ou mesmo idiotas. O mais grave na época passada, não foi a penalização que Rossi sofreu em Misano, foi aquela que sofreu para a última corrida. E para aqueles que vão dizer, que sou apenas… Ler mais »

Paulo Araújo
Visitante
Paulo Araújo

O Problema é se o “Espanho” vai para a Ducati e ganha!

Paulo
Visitante
Paulo

Isso do Lorenzo ir para a Ducati e ganhar não era um problema… era um milagre!! Um problema era o Lorenzo correr sem espanhóis! Como uma criança andar de bicicleta sem as rodinhas atrás.

Gil
Visitante
Gil

Para começar, nao entendo o ego do namorado do Marquinhos. Nem o pai gosta dele por isso também não iria ser eu a gostar. Um piloto sem personalidade nenhuma, que desde sempre se limitou a imitar para cativar. Desde os opostos como anjo e diabo fazendo lembrar o sol e a lua, o fato com uma perna de cada cor, as celebrações… É por aí fora. Além de ficar mal não lhe sai natural porque ele é tudo menos um Rossi. Queria só lembrar ao supra-sumo do motociclismo aclamado de relógio suíço pela concorrência desta revista, que tem andado ao… Ler mais »

últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png