MotoGP, Tailândia: Chuva vem mudar tudo em Buriram

Por a 5 Outubro 2019 05:13

Com a Yamaha, Ducati, Honda, Aprilia e Suzuki, 5 fabricantes, entre os dez primeiros, a chuva veio mudar tudo no Grande Prémio da Tailândia. Dominando as posições de liderança ontem, a Yamaha poderia estar à beira da segunda vitória de 2019, com todas as quatro máquinas entre os cinco primeiros ontem.

Com os tempos ideais, a Yamaha ficaria muito longe nas posições de liderança, com Fabio Quartararo (Yamaha Petronas SRT) quase três décimos por volta mais rápido do que o próximo não-Yamaha, Marc Márquez (Honda Repsol) – no entanto, esses são os tempos ideais de cada setor, não necessariamente feitos na mesma volta.

Na classificação dos resultados, é a Ducati que poderá ter argumentos na batalha contra as Yamaha. Jack Miller (Pramac Racing) está em quarto lugar, com a única Yamaha mais atrás a de Valentino Rossi (Yamaha Monster Energy).

A Ducati tem duas motos atualmente entre as dez melhores, com a outra sendo a GP19 de Andrea Dovizioso na oitava posição.

A potência da Ducati é boa nos dois primeiros setores, mas o fabricante italiano precisará de concentrar-se em manter a posição durante a segunda metade da volta.

A única Honda entre os dez primeiros atualmente é Marc Márquez, que aparentemente até superou uma visita ao hospital de Buriram para lutar perto da frente.

O notável campeão eleito sofreu uma queda enorme na FP1, mas voltou para lutar na sessão da tarde.

Desde performances impressionantes no MotorLand Aragon foram as da Aprilia Gresini que garantiu o top 10 com Aleix Espargaró terminando em sétimo. Por um breve momento nos estágios finais da FP2, o seu companheiro de equipa Andrea Iannone apareceu também entre os dez primeiros, mas logo foi rebaixado para 16º.

A Aprilia RS-GP 2019 também está entre os dez primeiros em todos os setores, com o setor dois a provar ser o melhor para a máquina de Noale.

A Suzuki é o fabricante final entre os dez primeiros, com as duas motos em nono e décimo. Joan Mir (Suzuki Ecstar) foi o melhor da equipa na sexta-feira, quando o espanhol começou a tentar aprender a pista como rookie da MotoGP. Alex Rins sofreu um problema técnico no FP1, mas no FP2, já estava resolvido.

A KTM pode não estar entre os dez primeiros, mas o fabricante austríaco quer progredir no resto do fim-de-semana. Pol Espargaró (KTM Red Bull Factory Racing) foi o 15º na geral no seu regresso de lesão. Já para Miguel Oliveira (KTM Red Bull Tech 3), foi um começo difícil, pois o piloto português sofreu duas quedas.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png