MOTOGP SEPANG: Teste terminou com simulações de corrida

Por a 10 Fevereiro 2020 11:30

No terceiro e último dia do Teste Oficial de Sepang de MotoGP, alguns dos pilotos chegaram a confrontar-se, com simulações de corrida mais longas. E houve dois nomes em destaque: Aleix Espargaró (Aprilia Gresini) e Alex Rins (Suzuki Ecstar).

A novíssima RS-GP da Aprilia chamou a atenção de todos no Teste de Sepang e parece que a marca italiana deu um passo gigante em frente. No Domingo, no Circuito Internacional de Sepang, Espargaró fez uma corrida de 13 voltas (65% da corrida completa na Malásia) que completou em 12 voltas de 1:59s.

O tempo mais rápido foi um 1:59.551 na sua sexta volta de “corrida”, com mais cinco voltas no ritmo de 1:59.6. Apenas uma das 13 voltas foi abaixo dos 2:00 (2:00.170) quando Espargaró admitiu que um pequeno problema na Aprilia o obrigou a cortar a sua corrida prematuramente. E não esqueçamos que esta moto era nova e nunca testada antes do teste de shakedown dois dias antes…

Quanto a Rins, o espanhol fez duas corridas mais longas, uma de sete voltas e depois outra de sete voltas. Na primeira corrida, o seu tempo de abertura foi um impressionante 1:59.192, o seu próximo melhor foi um 1:59.484, com os outros a surgirem em forma de 59,6s e 59,7s. 15 minutos depois, Rins saiu e fez mais quatro 59,7s, antes de um 1:59.296 na sua penúltima volta. Vale também a pena notar a simulação de corrida do vencedor do GP da Malásia de 2019, Maverick Viñales (Monster Energy Yamaha MotoGP). Viñales conseguiu uma corrida de 20 voltas no auge do calor durante a tarde e fez 13 1:59s, sendo o seu melhor um 1:59.605.

Para colocar estas voltas em perspetiva, o recorde de volta mais rápido de Valentino Rossi (Yamaha Monster Energy) em 2019 durante a corrida foi de 1:59.661.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png