MotoGP: Quartararo: “Foi o melhor momento da minha vida”

Por a 2 Julho 2019 14:30

Um segundo pódio consecutivo, mesmo sem ser o final de conto de fadas que Fabio Quartararo (Yamaha Petronas) esperava no TT Assen, é um resultado magnífico para o francês, que ainda está a recuperar da cirurgia no braço direito.

A terceira pole da época cimentou a expectativa de que Quartararo a seguisse com uma primeira vitória em MotoGP, mas a sua condição física não permitiria que o jovem de 20 anos combatesse de igual para igual com o vencedor da corrida Maverick Viñales (Yamaha Monster Energy) e com Marc Márquez (Honda Repsol), segundo classificado, ao longo de todo o GP da Holanda.

“Primeiro que tudo, a primeira parte da corrida foi muito difícil, a minha moto estava a sacudir muito. Era muito difícil de controlar, o vento estava numa outra direção… Eu tentei muitas coisas, mas a moto estava a sacudir muito, muito difícil de pilotar ”, explica Quartararo, que teve que fechar o acelerador em quase todas as voltas, quando a sua Yamaha M1 começava a vibrar incontrolavelmente.

No entanto, após o Warm Up, Quartararo estava convencido de que não conseguiria terminar a corrida devido à dor no braço direito. Portanto, este 3º lugar é ainda mais doce pelo facto de não só ter terminado, como também ter chegado a só cinco segundos de Marquez.

“No final, conseguimos um pódio no que acho que deve ser a pista mais difícil para nós com a condição física do meu braço. Esta manhã, pensei “com certeza, não posso terminar a corrida” porque ontem à noite estava acordado por causa da dor. Esta tarde tomei uns comprimidos e fui muito melhor para a corrida mas, ainda assim, quando o Maverick me ultrapassou, eu já estava acabado. ”

Os dois pilotos do Team Suzuki Ecstar Alex Rins e Joan Mir foram os primeiros líderes da corrida, mas depois o primeiro caiu e Mir alargou momentos depois, e Quartararo viu-se a liderar uma corrida de MotoGP pela primeira vez. Algo que ele descreve como um sentimento melhor do que o seu primeiro pódio.

“Acho que foi o melhor momento da minha vida, melhor que o meu primeiro pódio”, explicou El Diablo. “Estava a pensar em quando era criança, e estava a ver estes pilotos correr e de repente, sou eu a liderar a minha primeira corrida em MotoGP. E foi mais de uma volta, acho que andei à frente oito ou nove voltas, talvez mais, mas para mim foi um sentimento muito especial, como também estar aqui no pódio. ”

Certamente não será a última vez que veremos Quartararo liderando uma corrida de MotoGP, mas será a vez seguinte já no G.P. da Alemanha?

O rookie está confiante de que estará em muito melhor forma para a 9ª ronda, por isso um confronto entre Quartararo e Marquez no Sachsenring pode estar nas cartas.

“Acho que, em primeiro lugar, vai ser muito bom porque hoje descansei nas curvas para a esquerda, e Sachsenring é todo para a esquerda… Eu sei que o Marc é rápido lá, mas para a minha condição física, será muito mais fácil lá do que aqui em Assen. ”

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png