MotoGP, Motegi: “Pode ser uma moto mais fácil” – Lorenzo sobre Zarco na Honda LCR

Por a 18 Outubro 2019 03:04

Antes do Grande Prémio Motul do Japão, Jorge Lorenzo (Honda Repsol) falou à imprensa sobre a notícia de que Johann Zarco estará na Honda Idemitsu de Takaaki Nakagami na Austrália, Malásia e Valência.

“Havia uma posição disponível na LCR, e Zarco é um piloto livre que quer correr, competir, por isso é uma jogada lógica que a Honda fez. Portanto, é uma questão que diz respeito à Honda, a equipe de Cecchinello, não a minha “

“Nakagami e Cal terminaram à minha frente em quase todas as corridas … Ele (Zarco) vai andar numa moto diferente, em teoria pior, mas poderia ser uma moto mais fácil de dominar. Certamente não será fácil para ele, mas por causa da sua motivação e ganas de correr, depois de não ter conseguido participar de 3 ou 4 corridas, vai fazer o que puder. Ele vai estar muito interessado em demonstrar o que pode fazer e tenho certeza de que se sairá bem. “

“Zarco é um piloto muito rápido e … ninguém sabe como ele vai andar, mas há alguns pilotos… quer dizer, todos são rápidos em MotoGP, mas especialmente Zarco mostrou que pode fazer poles e … apesar de ainda não ter vencido uma corrida, pode lutar por vitórias. Se ele se sente bem na moto e gostar dela, vai ser muito rápido.”

“No final, somos todos humanos e temos emoções. Evidentemente, quando se perde 3 ou 4 corridas, por um motivo ou outro, no caso de Zarco, porque decidiu não continuar com a KTM e se está em casa, há realmente interesse em regressar, é uma reação natural. Como quando não se vence uma corrida há muito tempo e de repente se vence uma corrida. Queremos sempre viver essas emoções ao máximo. Quando se vence 5 corridas consecutivas, fica claro que as emoções à quinta vez não são as mesmas da primeira. Mas de qualquer maneira, Zarco tem 4 GPs sem corridas, ou até cinco, logo começará ainda mais empolgado do que aqueles que estão continuamente aqui no campeonato.”

O campeão mundial de 2019 Marc Marquez (Repsol Honda Team) também discutiu a oportunidade da Zarco a bordo de uma máquina Honda 2018 este fim-de-semana. “Talvez seja verdade que em alguns aspetos a moto de 2018 tenha sido um pouco mais fácil, mas também é verdade que era 2 ou 3 décimos mais lenta. Temos de decidir se preferimos andar mais fácil ou ser mais rápido.”

“Para mim andar na moto mais difícil se for mais rápida não é um problema. É preciso adaptar-se e encontrar o caminho para fazê-lo, mas eu sou o primeiro a querer manter a potência, mas ao mesmo tempo ter mais tração, tentar ter um motor mais macio, é o mesmo que todos os pilotos da Honda dizem. Mas o motor da Honda é o mesmo desde que cheguei em 2013 e não será alterado agora”.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png