MotoGP, Márquez: “Quero continuar por muitos anos, esta é a minha família”

Por a 6 Novembro 2019 17:30

Falando na Exposição Internacional de Motos e Acessórios de 2019 (EICMA), os colegas de equipa da Honda Repsol Marc Márquez e Jorge Lorenzo conversaram com a apresentadora da BT Sport, Suzi Perry, sobre as suas respectivas temporadas de 2019, ao mesmo tempo que tocaram em planos para 2020.

A temporada de lesões de Lorenzo fez a vida difícil ao cinco vezes campeão mundial no seu primeiro ano na Honda. Mas, voltando lentamente à plena forma física, o ‘Spartan’ espera melhorar ainda mais antes de saltar na Honda de 2020 no Teste de Valencia no final deste mês.

Depois, espera-o algum tempo de recuperação muito necessário durante o inverno.

“Estou muito melhor. Honestamente, esperava uma recuperação muito mais fraca, mas a verdade é que senti uma pequena melhora a cada semana. Mas muito devagar…” começou Lorenzo. “Acho que até Valencia, vou treinar bastante e, principalmente, descansar um pouco. Preciso de um mês, um mês e meio sem correr para me recuperar totalmente para o próximo ano.”

“A primeira vez que experimentei a moto em Valência, no teste de pré-temporada, também em Jerez, com a moto do ano passado, fui bastante rápida. A minha confiança estava em alta. Com a moto de 2019, mesmo que tenha sido um ano muito bom para Marc, porque ele conseguiu pontos recordes, esteve inacreditável, o resto dos pilotos lutaram um pouco com a frente. Na reta, é muito bom ter potência extra, mas nas curvas, há um pequeno problema que estamos tentando resolver para o próximo ano e vamos ver no Teste de Valencia.”

O Campeão do Mundo de MotoGP de 2019 Márquez falou sobre a sua temporada quase perfeita, enquanto também tocava no sucesso do irmão Alex Márquez no Campeonato de Moto2 . “Sim, claro que foi um ano incrível. Para nós, para a nossa equipa, vencemos muitas corridas, terminando sempre no pódio. Apenas um erro em Austin, mas um ano incrível e, para ser uma temporada perfeita para minha família, o meu irmão venceu o Campeonato de Moto2  há apenas dois dias e estamos muito, muito felizes.”

Nesta temporada, Márquez tornou-se o Honda piloto de maior sucesso na categoria rainha com 55 vitórias, superando a lenda do MotoGP  Mick Doohan.

O número 93 falou sobre o que isso significava para ele: “Quando eu era criança, o meu objetivo era ser Doohan, Valentino, Dani Pedrosa e muitos grandes pilotos que estavam na Honda Repsol Team. E quando começo com eles em 2013, eles deram-me a oportunidade de me tornar um piloto de MotoGP e depois campeão. E agora ser o piloto que venceu mais vezes no MotoGP com a Honda é algo inacreditável e é algo que quero continuar por muitos anos, porque esta é minha família.”

“Nas últimas corridas, começámos a trabalhar para 2020 porque o campeonato já estava terminado”, continuou Márquez, prevendo a próxima temporada e o Teste de Valencia. “Então começámos a trabalhar em alguns conceitos e, sim, a Honda está trabalhando muito para melhorar a moto para ser ainda mais competitiva. Os nossos adversários vão melhorar, por isso, vamos continuar trabalhando, continuar pressionando, nunca desistir e o objetivo na Honda é a vitória e iremos em frente.

Márquez e Lorenzo esperam terminar o ano de 2019 em alta, com a dupla voltando a se apresentar em 2020. O tão aguardado Teste de Valencia acontece de 19 a 20 de Novembro… como será a nova Honda em relação aos seus concorrentes?

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png