MotoGP: Marquez completa década de domínio na Alemanha

Por a 8 Julho 2019 17:00

Marc Marquez (Honda Repsol) completou uma década de domínio no Sachsenring com 10 vitórias consecutivas na Alemanha para bater Maverick Viñales (Yamaha Monster Energy) e Cal Crutchlow (Honda LCR Castrol).

Marquez foi lento a arrancar e parecia que iria ser engolido em direção à curva 1, mas o número 93 foi o último a travar, para mergulhar por dentro para a liderança.

Fabio Quartararo (Yamaha Petronas SRT) baixou do 2º para o 6º lugar no início, mas a sua corrida terminou na Curva 3 quando o piloto de 20 anos caiu pela primeira vez numa corrida esta época.

Na vanguarda do comboio, Marquez controlava o ritmo de Viñales, com Crutchlow e Rins baixando Miller até ao quinto posto, e os quatro primeiros a distanciar-se dos demais.

Afastando-se claramente de todos, porém, Marquez fez um 1: 21.228, um novo recorde, à 5ª volta, e a sua vantagem aumentou para pouco menos de um segundo sobre Rins, com este último a ampliar a vantagem sobre Viñales e Crutchlow pela mesma distância.

Marquez estava no ritmo e nas voltas 8 e 9 viu a sua liderança subir para 1,5 segundos, e à 10ª volta a diferença subiu acima da barreira dos dois segundos e, a partir de então, não houve como parar o nove vezes vencedor do Sachsenring.

Na batalha pelo segundo e terceiro, Crutchlow estava a seguir Viñales, que por sua vez estava um segundo atrás de Rins. Nesse momento, a luta pelo quinto lugar também estava a aquecer, com Andrea Dovizioso e Petrucci, da Ducati, a enfrentar Miller, Joan Mir (Suzuki Ecstar), Valentino Rossi (Yamaha Monster Energy) e a Aprilia de Aleix Espargaró.

Na corrida para 2º, o desastre veio na curva Ralf Waldmann quando Rins caiu e deixou Marquez com uma vantagem inatacável de 4,9s a 12 voltas do final.

Para Marquez, as últimas dez voltas foram apenas a controlar a diferença, mas quem terminaria em segundo? Crutchlow colou-se à roda traseira de Viñales toda a corrida e, a duas voltas do fim, a dupla estava separada por nada.

No entanto, o número 35 teve um susto na curva 10, sinal de que o lado esquerdo do pneu não estava longe de desistir, com Crutchlow a sair largo e depois a desistir do segundo lugar.

Marquez cruzou a meta para conquistar a sua quinta corrida de 2019, o sétimo ano consecutivo em que venceu cinco ou mais corridas numa temporada da classe rainha- um recorde que ultrapassou os de Giacomo Agostini e do nove vezes campeão Rossi.

Viñales conquistou o seu segundo pódio na temporada, com Crutchlow a obter o seu melhor resultado do ano em terceiro, e o seu primeiro pódio desde o GP do Qatar.

Rossi tinha perdido o contato na batalha pelo 4º lugar nos últimos estágios, que opunha Mir às três GP19s, para conseguir o seu terceiro top 10 consecutivo em 7º, com Rossi a terminar a série de três abandonos com um 8º.

Franco Morbidelli (Yamaha Petronas SRT) terminou em 9º, enquanto o substituto de Jorge Lorenzo, Stefan Bradl (Honda Repsol), conquistou o seu segundo Top 10 na temporada frente aos fans de casa.

Os pilotos de MotoGP têm agora três semanas de folga. É hora de recarregar as baterias antes do G.P. da República Checa no início de Agosto.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png