MotoGP, Malásia: outro confronto crucial em Sepang?

Por a 31 Outubro 2019 16:30

Depois de mais um abalo na Austrália, é hora de outra reviravolta rápida, pois o paddock segue um pouco para o norte, para a Malásia e para o Circuito Internacional de Sepang.

Ainda há muito em jogo, com o título de equipas, a luta pelo melhor piloto Independente e a batalha pelos três primeiros à geral ainda muito no ponto de ebulição – portanto, quem deixará o Grande Prémio da Malásia num lugar mais alto?

Marc Márquez (Honda Repsol) parece um bom candidato. Ele tem um bom histórico em Sepang e está em forma vitoriosa, logo quem apostaria contra o atual campeão? Este fim de semana pode ser ainda maior do que muitos também, já que o título de equipa pode ser decidido. A Honda Repsol está agora apenas um pouco atrás da Ducati e Márquez tem sido o maior marcador. E se o espanhol fizer três de três?

A equipa da Ducati, no entanto, não será derrotada sem luta – e especialmente não em Sepang. Andrea Dovizioso tem um recorde na pista e estará ansioso por recuperar de uma Austrália mais difícil. Ele foi confirmado como segundo colocado na Austrália, o que significa menos pressão na classificação de pilotos, mas os despojos da equipa são importantes para ele e o seu companheiro de equipa Danilo Petrucci, e eles estão à frente há algum tempo.

Petrucci, depois de uma queda no início do GP da Austrália, perdeu o recorde de ser o único piloto até agora a ter pontuado em todas as corridas, e vai querer mais para si e para a equipa.

O homem com quem ele colidiu em Phillip Island, Fabio Quartararo (Yamaha Petronas SRT), também vai querer muito mais a partir do fim de semana. Depois do seu acidente na FP1 o ver a lutar para voltar para a frente no dia da corrida só para cair de novo, é hora de tentar impressionar os fãs de casa da sua equipa.

A Malásia é o território da Petronas e o rookie mais rápido do setor vai estar em busca de glória, assim como o seu companheiro de equipa Franco Morbidelli, pois ele também teve uma corrida mais difícil na última vez.

Quartararo também é dos principais candidatos dos pilotos de Equipa Independente e a equipa Yamaha Petronas está lutando pela equipa Independente de topo, logo há muito em jogo.

Phillip Island também foi mais difícil para a Yamaha Monster Energy. Maverick Viñales foi o homem mais rápido durante todo o fim de semana – até Márquez reconheceu – mas o desastre atingiu a apenas algumas curvas do fim quando ele lutava contra o atual campeão.

Como se sentirá na Malásia? Ele sabe, pelo menos, que teve velocidade para desafiar o número 93 na Austrália, e ele não está muito atrás de Alex Rins (Suzuki Ecstar) na luta pela terceira posição geral. O companheiro de Viñales, Valentino Rossi, também teve uma segunda metade de corrida mais difícil na Austrália, embora o ‘Doctor’ tenha liderado a corrida nos estágios iniciais e conquistado pontos sólidos no seu 400º GP. Mas a luta não é só sobre pontos substanciais, mas por um pouco de recuperação para o número 46 – pelo menos em termos de ritmo durante toda a corrida.

Entretanto Rins está ameaçado por Viñales e Petrucci pela terceira vez, mas também tem outra coisa em que pensar: o seu companheiro de equipa Joan Mir.

O rookie conquistou o seu primeiro lugar entre os cinco primeiros em Phillip Island e tentará melhorar isso, além de virar o jogo deposi de um corrida incrível do estreante Francesco Bagnaia (Pramac Racing), que ficou no quarto lugar.

Bagnaia, no entanto, foi o segundo homem mais rápido em Sepang nos testes, logo vai-se sentir bastante confiante de vencer Mir e lutar novamente com o companheiro de equipa Jack Miller.

Miller é o homem que poderá arruinar a festa da Yamaha Petronas para Quartararo em termos de classificação dos pilotos de Equipa Independente, e o Australiano conquistou um pódio impressionante em casa na última vez como melhor Ducati. E poderá Cal Crutchlow (Honda LCR Castrol) voltar ao pódio?

O britânico ficou em segundo lugar nos antípodas, com o melhor resultado da temporada na pista em que sofreu o seu acidente enorme e quase ameaçador de carreira no ano passado. Ele tem menos chances de empatar o jovem francês, mas a matemática diz que é possível …

A disputa por pontos em Sepang será certamente outra batalha dura, e a KTM Red Bull Factory Racing, a KTM Tech 3 e a Aprilia Racing Team Gresini, a última das quais teve o seu melhor resultado da última vez, esperam complicar ainda mais as coisas para aqueles procurando um lugar entre os dez primeiros. Veremos o Campeonato por equipas ou os principais Independentes serem decididos na Malásia? Ou vai tudo até à corda em Valencia?

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x