MotoGP e SBK: os vencedores em ambas

Por a 27 Maio 2020 15:30

Apenas um grupo seleto de pilotos conseguiu vitórias nos dois grandes Campeonatos do Mundo, SBK e MotoGP. Fique a saber quem.

O Mundial de Superbike de 2020 continua em pausa após a estreia em Phillip Island, mas isso significa que podemos rever alguns dos melhores momentos do passado. Esta semana, é hora de selecionar os dez melhores pilotos que ganharam tanto em SBK como em MotoGP, que ao todo são 17, descubra quem na lista abaixo!

Na Honda Camel em MotoGP

10.) Triunfos fantásticos de Tamada – 3 vitórias em SBK, 2 Vitórias em MotoGP

Makoto Tamada estreou-se tranquilamente no Mundial de 1999 com dois top 10 em Sugo. No entanto, foi em 2001 que mais brilhou; uma dupla vitória em Sugo como wildcard para a Cabin Honda, seria um trampolim para ele chegar ao Campeonato do Mundo de MotoGP com sucesso. Em 2004, assinalou a primeira vitória em Jacarepagua, no Brasil, o último vencedor da corrida, antes de vencer o seu GP em casa em Motegi. Uma força formidável na sua curta mas bem sucedida carreira, que lhe merece um lugar na lista.

Kocinsky venceu o Mundial de SBK à primeira

9.) ‘Little John’ e as suas grandes conquistas – 14 vitórias em SBK, 4 corridas de 500 ganhas

A atitude e excentricidade do campeão do mundo de 1990, John Kocinski, tornou-o notável. Formando-se em corridas de 500 em 1991, uma primeira vitória aconteceu na Malásia, antes de mais três seguidas nos três anos seguintes. Afastado em 1995, Kocinski mudou para as SBK em 1996, provando ser um sucesso instantâneo. Duas vitórias na fase de estreia foram inigualáveis até Álvaro Bautista em 2019. Uma grande rivalidade com Carl Fogarty viu-os em duelo para a coroa de 1997; Kocinski conquistou o título antes de regressar sem sucesso aos Grande Prémio de 500cc.

8.) Ben Spies e as suas primeiras impressões fortes: 14 vitórias em SBK, 1 vitória em MotoGP

Com três títulos da AMA, Ben Spies chegou às SBK em 2009 e foi um candidato instantâneo ao título. Uma batalha de um ano com o veterano Noriyuki Haga testemunhou a mudança dramática da corrida ao título, antes da grande final em Portimão dar a coroa a Spies. Após 14 vitórias, ingressou no MotoGP em 2010 com a Yamaha Tech 3, alcançando o pódio na quinta ronda. A sua única vitória foi no TT holandês de 2011, com apenas mais um pódio alcançado. Atormentado pelo azar em 2012, é um caso de “o que podia ter sido” para Ben…

Crutchlow na Honda LCR

7.) Crutchlow vem, Crutchlow ganha – 3 vitórias em SBK, 3 Vitórias em MotoGP

Cal Crutchlow não é apenas um vencedor em SBK e MotoGP, foi também campeão Mundial de Supersport. Mudando-se para as SBK em 2010, venceu três corridas para terminar em quinto lugar na geral. Foi para a MotoGP para a Yamaha Tech 3 em 2011, mas seria 2012 o seu grande ano. O primeiro pódio em Brno seria o início de uma sequência em boa forma na República Checa, uma vez que, quatro anos depois, conseguiu a primeira vitória em GP, 35 anos depois da última vitória britânica de Barry Sheene. Um verdadeiro grande com muitas vitórias em várias classes.

6.) Checa melhora com a idade – 24 vitórias em SBK, 2 vitórias em 500

A experiência é um atributo fundamental e, no caso de Carlos Checa, o Catalão foi um dos melhores em 500/MotoGP durante várias temporadas. Vencendo a sua primeira corrida no Grande Prémio da Catalunha de 1996, Checa chegou à etapa das SBK 12 anos depois, conseguindo a primeira vitória no Miller Motorsports Park. Depois do sucesso para a Honda, mudou-se para a Ducati e foi coroado Campeão Mundial de SBK em 2011. Um ano impressionante contou com 15 vitórias impressionantes e é o único campeão mundial espanhol nas SBK até agora…

Descubra quem compõe o top 5 com a Parte 2 amanhã, 27 de Maio!

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png