MotoGP: Poderão as Yamaha ganhar em Brno?

Por a 1 Agosto 2019 16:30

O Grande Prémio da Checa marca o regresso à ação da grelha de MotoGP, com a equipa da Yamaha Monster Energy preparada para continuar no pódio, como nas duas últimas corridas antes do Verão.

Maverick Viñales está ansioso por pisar o terceiro consecutivo pódio de MotoGP pela primeira vez desde que chegou à categoria rainha em 2015, enquanto Valentino Rossi regressa ao palco da sua primeira vitória de carreira em 1996.

“Estamos a começar uma segunda parte do campeonato de maneira muito positiva“, começou Viñales, que foi o último no pódio em Brno em 2017. “Depois da vitória em Assen e do segundo lugar em Sachsenring, saímos de férias muito felizes, com a convicção de que estamos no caminho certo e com a paz de espírito que se obtém depois de um trabalho bem feito.

“Fomos capazes de descansar um pouco durante as férias de verão, mas também foi útil para completar uma data de treinos para chegar a este GP a sentir-me fisica e mentalmente forte.”

O piloto espanhol dirige-se a Brno, um circuito em que tem dois pódios – um na Moto3 em 2013, quando foi segundo e outro em terceiro na categoria rainha em 2017.

Desde o Grande Prémio Monster Energy de Catalunya, houve sempre uma Yamaha no pódio, e ele espera ajudar a Yamaha a continuar desta forma.

“As próximas duas rondas são realizadas em duas pistas de que eu gosto muito, mas onde temos que trabalhar duro para obter resultados positivos. Acho que posso mostrar todo o meu potencial e confirmar que estamos trabalhando na direção certa. Brno é um dos meus circuitos favoritos, por isso vou dar 100% para continuar a melhorar passo a passo.

O companheiro de equipa Valentino Rossi entra na ronda Checa na sequência de um período difícil de corridas, mas o italiano tem uma forma incrível no Automotodrom Brno, com uma primeira vitória no circuito em 1996.

Seguiram-se mais seis vitórias para o “Doctor” no traçado checo, tornando-o num circuito de grandes memórias para ele.

“Durante as férias de verão, foi importante tirar um tempo de folga após a primeira parte da temporada e descansar um pouco”, disse o nove-vezes campeão mundial, tendo ficado em oitavo na última prova em Sachsenring.

“Mas agora, mal posso esperar para voltar à pista, voltar a bordo da minha M1 e concentrar-me nessa segunda parte. Teremos dois GPs consecutivos em que será necessário trabalhar bem e obter os melhores resultados possíveis”.

A temporada do piloto de 40 anos até agora compreende dois pódios e quatro resultados nos dez primeiros. No entanto, três abandonos consecutivos pela primeira vez com a Yamaha colocaram-no em sexto no campeonato, cinco pontos atrás do seu companheiro de equipa.

Falando sobre a importância da segunda parte de 2019 e mesmo olhando para 2020, Rossi continuou dizendo:

“Será uma importante segunda metade da temporada porque precisamos de melhorar, e também começaremos a preparar-nos para 2020, começando com o teste de segunda-feira. Brno é uma pista de que eu sempre gostei. Eu quero trabalhar bem com a minha equipa para ter um bom fim-de-semana. Precisamos de um bom resultado, e faremos o melhor possível.”

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png