MotoGP, 2021: Dovizioso comenta a Aprilia

Por a 14 Abril 2021 18:26

As primeiras palavras de Dovizioso sobre o seu teste na Aprilia  foram favoráveis e já se fala de planos futuros

“Há algumas coisas que precisam de melhorar, mas todas as motos são assim.”

O italiano confirmou que voltará a andar na RS-GP daqui a um mês, em Mugello, após a conclusão do seu teste de três dias com a Aprilia no Circuito de Jerez-Angel Nieto.

O italiano deu a sua opinião sobre a RS-GP de 2021, e falou de um potencial regresso ao MotoGP com a fábrica de Noale.

O vice-campeão de MotoGP descreveu a condução de uma marca de MotoGP diferente pela primeira vez em oito anos como “emocional”, antes de dizer que teve “um boa sensação” com a RS-GP e revelar planos para voltar a andar de moto nos dias 11 e 12 de maio em Mugello.

Ao mesmo tempo, um segundo teste é o único plano para as próximas semanas, sem mencionar uma possível aparição como wildcard.

O italiano manteve-se firme em relação aos planos futuros, mas foi inflexível em querer fazer um regresso à MotoGP:

“Em seguida, vamos fazer outro teste para podermos trabalhar noutros detalhes. Acho que vamos organizar outro em Mugello daqui a um mês, mais ou menos. Neste momento, tudo o que temos em cima da mesa é o próximo teste em Mugello. O MotoGP continua a ser a minha paixão e gostaria de correr no próximo ano. Acho que foi inteligente estar no caminho certo e estou muito feliz porque a Aprilia deu-me a possibilidade de fazer isto da maneira certa.”

A ergonomia foi o grande tema da conversa, com Dovizioso a salientar a dificuldade de se sentir confortável numa MotoGP depois de apenas dois dias e pouco de teste:

“Podemos sentir imediatamente a diferença, mas entender os detalhes é muito difícil. Tem que se puxar muito, mas também temos que nos sentir confortáveis na moto para entender um monte de detalhes.”

Estar a lutar por tempos ou posições é uma história diferente. Para isso, precisamos da posição certa na moto. Leva tempo para levar a moto ao limite e sentir-se confortável na moto. Acho que para mim é muito cedo para entrar em detalhes, portanto não acho que seja uma boa ideia explicar à imprensa. Como todas as motos, tem positivos e negativos, o que é normal, mas tive uma sensação muito boa.”

O ex-piloto da Ducati não revelou que tipo de tempos conseguiu fazer na máquina da classe rainha da Aprilia, admitindo apenas que “não foram assim tão maus”.

Dovizioso espera agora que a Aprilia possa fazer as alterações que pediu para o seu próximo teste em Mugello, antes de ser capaz de forçar o andamento e descobrir verdadeiramente o potencial da RS-GP.

“Daqui a um mês, espero que a Aprilia possa fazer algumas alterações para ajudar na minha posição. Para andar ao máximo, tem que se olhar para os pequenos detalhes e entender tudo claramente, o piloto tem que se sentir confortável. Até teres essa situação, acho estúpido tentar puxar.

Quando o piloto não se sente confortável, não é capaz de estar no limite durante a travagem, entrada e saída e tem que fazê-lo para entender completamente todos os detalhes. Há certamente algumas coisas muito boas, e algumas coisas que precisam de melhorar, mas todas as motos são assim.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x