MotoGP 2020: Viñales renova com a Yamaha até 2023

Por a 29 Janeiro 2020 14:32

A Yamaha anunciou que Maverick Viñales vai permanecer com a equipa de fábrica até o final da temporada de 2022, com o espanhol a assinar uma extensão de contrato de dois anos com a equipa atual.

Viñales mostrou grandes dotes de pilotagem, motivação e consistência até agora nos seus três anos de corrida com a Yamaha Factory Racing no Campeonato Mundial de MotoGP.

A parceria de sucesso levou a um terceiro lugar na classificação geral em 2017, um quarto lugar em 2018 e outro terceiro lugar em 2019.

Outros destaques da Yamaha no currículo do espanhol são seis vitórias e 19 pódios, incluindo a sua corrida de estreia na Yamaha e a 500ª vitória da Yamaha em Le Mans, ambas em 2017, e nove poles no total dos 55 finais de semana de Grande Prémio a bordo da YZR -M1.

Estas realizações, além do seu talento inegável e determinação inabalável, deixaram a Yamaha totalmente confiante na parceria com o jovem de 25 anos. No dia 6 de Fevereiro, alinharão no primeiro Teste de MotoGP deste ano em Sepang, na Malásia, iniciando a sua campanha de 2020 para conquistar o título da categoria rainha.

Lin Jarvis, diretor administrativo da Yamaha Motor Racing, explicou: “Entramos com o Maverick para a equipa da fábrica em 2017, sabendo que ele é um talento especial. Ele é altamente motivado e dedica-se a ser fisicamente forte e está sempre pronto para dar o máximo e extrair o melhor da YZR-M1. Nas três primeiras temporadas connosco, deu à Yamaha 6 vitórias, 19 pódios e 100% compromisso. Agora, como a YZR-M1 está melhorando corrida a corrida, prevemos um futuro muito brilhante para ele na Yamaha. A decisão de Maverick de assinar com a Yamaha por mais dois anos mostra cedo a força da nossa apreciação mútua e enfatiza a convicção compartilhada de que juntos podemos desafiar para o título do Campeonato do Mundo de MotoGP.”

Maverick Viñales disse por sua vez: “Estou extremamente contente porque sinto que posso manter a minha própria equipa. Este será o segundo ano com a minha equipa atual e, depois disso, tenho mais dois anos pela frente. Estou tão empolgado! Eu acho que se continuarmos trabalhando muito, estamos no caminho certo. Para mim, era muito importante fazer esta revelação antes do início da temporada, porque estou muito motivado e quero poder concentrar-me totalmente na temporada 2020. Não quero gastar muito tempo pensando no futuro. Não havia motivos para não ficar na Yamaha, porque me sinto em família.”

“A Yamaha está-me a dar muito apoio e, como eu disse, tenho a minha própria equipa, o que é algo que realmente preciso. Precisamos de continuar a trabalhar e ser muito fortes. Nosso principal objetivo é, como sempre, ser campeão do mundo e tentar trazer à Yamaha o número um novamente. Vou tentar o meu melhor. Com certeza, darei tudo o que tenho para deixar a nossa equipa orgulhosa também. Gostaria de agradecer à Yamaha pela sua fé em mim. Eles estão-me dando muita confiança, e eu realmente confio em nossa parceria. Eu acho que juntos vamos crescer muito rápido e continuaremos pressionando por resultados de topo.”

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png