MotoGP 2020: Irá Alex atrapalhar Marc na Honda?

Por a 20 Janeiro 2020 14:30

Há dias, montou-se uma controvérsia nas redes sociais, com a afirmação do ex-Campeão de 500 Wayne Rainey, de que Alex Márquez na Honda Repsol poderia ser uma distração para o seu irmão Marc na sua tentativa de renovação do título de MotoGP num ano com tanta concorrência em perspetiva.

Agora, o chefe da Honda Repsol, Alberto Puig, veio contrapor, dizendo que acredita, pelo contrário, que Marc Marquez “se preocuparia muito mais” se o irmão mais novo Alex estivesse a fazer a sua estreia na categoria rainha com outra equipa em 2020.

Alex, atual campeão da Moto2, subiu ao MotoGP com a roupa da Honda Repsol nesta temporada, depois de ter sido escolhido para ocupar a vaga do aposentado Jorge Lorenzo.

A promoção de Alex foi vista como entrar na cova dos leões, dadas as dificuldades que a maioria dos pilotos da Honda tiveram com a RC213V o ano passado e o domínio quase exclusivo do seu irmão na moto.

Wayne Rainey teorizou que a chegada de Alex à equipa e possíveis dificuldades com a moto poderiam ter um efeito destabilizador sobre o seu irmão Marc.

Porém, Puig logo de seguida disse que não vê como a chegada de Alex pode “afetar negativamente Marc” e acredita que este ficaria mais preocupado se Alex se juntasse a outra equipa para a sua campanha inaugural.

“Marc iria preocupar-se muito mais se o seu irmão estreasse na MotoGP com outra equipa”, disse Puig. “Não sei como a chegada de Alex pode afetar negativamente Marc. De facto, ele está encantado.”

“Ele só vai cuidar de que a moto esteja a andar bem. Essa é a única coisa que o afeta e ele tem na sua cabeça. Ele é um campeão, e no dia em que tiver que andar taco a taco com o irmão, é o que vai fazer, fim da história.”

Comentando a tarefa que está à frente de Alex, Puig acrescentou: “Eu acho que é uma grande oportunidade para ele. Devemos valorizá-lo pelo nível da categoria e por onde ela termina.

“Os resultados e a curva de aprendizagem determinarão se ele se saiu bem ou não. O Alex vai ter que trabalhar, sacrificar-se e esforçar-se. O talento não é controlável, mas o esforço sim. ”

O jovem Márquez passou quatro dias na Honda em Novembro passado no teste pós-corrida de Valencia e no teste de Jerez da semana seguinte.

Os testes de pré-temporada serão agora retomados em Sepang, na Malásia, por três dias, a partir de 7 de Fevereiro, embora Alex possa tirar proveito de uma nova regra que permite que os rookies participem de um contacto inicial de três dias logo a 2 de Fevereiro.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png