MotoGP 2020: Dúvidas com Las Termas, GP de Jerez em perigo?

Por a 13 Março 2020 15:00

A rápida disseminação do coronavírus vem obrigando a alteração das condições quase diariamente. Agora, depois do adiamento mais recente da Argentina, é o GP de Espanha em Jerez, marcado para 3 de Maio, que pode estar em causa.

Além disso, os fabricantes de pneus estão preocupados com a nova data de Las Termas em Novembro – que a ir para o Verão no hemisfério Sul, poderá estar sujeita a temperaturas de 38 graus.

Não é apenas no Campeonato do Mundo de MotoGP que as coisas estão a dar para o torto por causa da pandemia do Covid 19. Depois das mudanças de data anunciadas, com o GP da Tailândia em Buriram transferido para 4 de Outubro em vez de 22 de Março, o GP dos EUA em Austin passar de 5 de Abril para 15 de Novembro, o Grand Prix no Autódromo Termas de Río Hondo foi também adiado de 19 de Abril para 22 de Novembro.

Ao mesmo tempo, Aragón teve que mudar para 27 de Setembro, em vez de 4 de Outubro, e o GP de Valencia foi mudado pela primeira vez para dia 22 e um dia depois, para uma semana mais tarde, a 29 de Novembro.

Pode-se imaginar que as equipas não ficarão felizes com a data escolhida para o final do Mundial no Circuito Ricardo Tormo, porque as temperaturas já foram muito baixas em meados de Novembro de 2019, quanto mais no fim do mês.

Por isso, estão a pedir uma mudança para Setembro ou Outubro. Rossi afirmou mesmo que, a realizar-se tão tarde, a final de MotoGP deveria ter lugar em regiões mais quentes, mas como a Dorna está em casa na Espanha, faz pressão para quie o evento aconteça ali.

Entretanto, Valência concordou em executar um Grande Prémio apenas a cada dois anos após o atual contrato expirar em 2021, que abriria a porta para a entrada de Portugal alternadamente.

Do outro lado do mundo, na Argentina, temperaturas extremamente altas podem ser esperadas na região da província de Santiago del Estero em 22 de Novembro, o que causaria mais problemas.

O jornalista argentino Christian Re escreveu no Twitter que Las Termas de Río Hondo estava com temperaturas em Novembro “da porta ao lado do inferno”.

Outro colega local comentou: “Não haverá muita humidade, mas será incrivelmente quente”

Isso significa que se podem esperar 38 a 40 graus, como foi o caso no Qatar, mas aí a corrida é realizada ao cair da noite justamente por essa razão.

Sabe-se agora que os fabricantes de pneus Dunlop (Moto2 e Moto3) e Michelin (MotoGP) já manifestaram sérias preocupações sobre a transferência de Río-Hondo para Novembro. Embora os fornecedores de pneus não estejam preocupados com Valencia, porque não será muito mais frio que 2019, a resistência está a crescer em relação ao GP da Argentina.

Os técnicos de pneus temem uma humidade semelhante à de Sepang / Malásia e temperaturas similares, de 35 a 38 graus, que seria uma combinação explosiva com a superfície de asfalto extremamente abrasiva, encurtando dramaticamente a vida útil dos pneus. Ao mesmo tempo, muitos fãs temem que não haja corrida em Espanha em 2020, ou pelo menos que a próxima data, em Jerez a 3 de Maio, não poderá ser respeitada.

A situação em Espanha deteriorou-se dramaticamente nos últimos dias: ontem foram adicionadas ao rol 869 novas infecções por Covid-19, elevando o total para 2968.

Por comparação, numa fase em que a epidemia já está, aparentemente controlada, apenas 18 novas infecções por coronavírus foram relatadas na China no mesmo período.

Devido ao encerramento cada vez mais rigoroso das fronteiras na Europa e aos estritos avisos de viagem das autoridades, a maioria das equipas e membros das equipas permanecerão no mesmo sítio sem viajar.

A Itália permanece isolada, e os países em redor estão a tomar medidas: a República Checa e a Eslováquia bloquearam as fronteiras, e a Áustria anunciou “novas medidas” ontem. O ministro do Interior alemão, Seehofer, também mandou na quinta-feira “intensificar os controles em todas as fronteiras internas”.

A situação na Itália, com 15.113 casos e 1.016 mortes, apoia as extrapolações sobre o contágio exponencial, visto que em 21 de Fevereiro, apenas 200 casos estavam confirmados no país transalpino.

Atual calendário de MotoGP 2020

  • 8 de março: Doha / Q (sem MotoGP
  • 3 de Maio Jerez / Esp
  • 17 de maio: Le Mans / Fra
  • 31 de maio: Mugello / Ita
  • 7 de junho: Barcelona / Esp
  • 21 de junho: Sachsenring /Ale
  • 28 de junho Assen / Hol
  • 12 de julho: KymiRing / SF
  • 09 de agosto: Brno / CZ
  • 16 de agosto: Red Bull Ring / Aut
  • 30 de agosto: Silverstone / GB
  • 13 de setembro: Misano / Ita
  • 27 de setembro: Aragón / Esp
  • 04 de outubro: Buriram / Tai
  • 18 de outubro: Motegi / Jap
  • 25 de outubro: Phillip Island / Aus
  • 1 de novembro: Sepang / Mal
  • 15 de novembro: Texas / EUA
  • 22 de novembro: Las Termas /Arg
  • 29 de novembro: Valencia / Esp
0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x