MotoGP, 2020, Brno: Miguel Oliveira espantoso em 6º

Por a 9 Agosto 2020 21:13

Com Brad Binder a conseguir a tão desejada primeira vitória da KTM, o incrível feito de Miguel Oliveira, da Red Bull KTM Tech3, cruzando a linha de meta no sexto lugar depois de desempenho consistente e brilhante nos treinos, esteve em risco de passar despercebido.

No entanto, é certo que Miguel Oliveira deu mais uma fantástica exibição do seu talento no Grande Prémio da República Checa, em Brno. Numa pista que se pensava pudesse favorecer as KTM em vista das curvas rápidas e traçado largo, o Almadense brilhou logo nos treinos, passando de um indiferente 17º no primeiro livre para um notável 3º no segundo, a… 0,038 milésimas do líder do campeonato Quartararo e colado ao outro lusófono da classe, Morbidelli.

Enquanto Morbidelli viria mesmo a liderar o primeiro treino de Sábado, Miguel ficaria afundado em 18º na classificação à procura de melhor resposta da sua RC16.

O facto de que o vencedor em perspetiva Binder ficou em 15º dará uma indicação dos problemas a ultrapassar nessa fase. O TL 4 trouxe um 11º a Oliveira, mas a hipótese de qualificar automaticamente já tinha ido, e Miguel foi um digno 3º na Q1, que passou Binder à Q2, para a história, e deixou o Português 13º na grelha… mas perfeitamente ciente das suas possibilidades para a corrida.

Os arranques nunca favoreceram muito Miguel, que aprendeu à sua custa nas classes pequenas os perigos de se exceder na primeira volta…. 14º à primeira volta, o português tinha trabalho pela frente e foi-se a ele com método e cabeça. Entre a 4º e a 10ª volta, subiu 5 posições, para 9º à custa de Petrucci, Nakagami, Dovizioso e Viñales – todos menos o Japonês vencedores na MotoGP!

A partir daí sentado atrás de Rossi em 7º, foi um jogo de espera, mas quando a 5 voltas do fim, o Italiano da Yamaha viu maneira de passar Quartararo, Oliveira segui-o e o seu melhor resultado de sempre, 6º, que carrega 10 pontos e eleva o seu total para 18, estava conseguido, cruzando a linha a apenas 7,969 segundos do vencedor da corrida, o futuro colega de equipa Brad Binder.

Foi um Miguel Oliveira radiante que comentou: “Foi um bom fim-de-semana. Tivemos uma corrida decente e sinto que fizemos um bom trabalho durante todo o fim-de-semana. Olhando para a corrida, a nossa posição inicial na grelha custou-nos um resultado melhor, mas temos de viver com isso e fazer um trabalho melhor na próxima corrida dentro de poucos dias.”

0 0 vote
Article Rating
2 Comentários
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
scharrua
scharrua
1 mês atrás

Morbidelli é lusófono? É português? Fala português?
“…colado ao outro lusófono da classe, Morbidelli”
Por favor, revejam essas informações e afirmações!

JF
JF
Reply to  scharrua
1 mês atrás

Morbidelli é italo/brasileiro e fala português sim

Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
2
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x