MotoGP, 2020: Beirer agradece a Espargaró

Por a 25 Junho 2020 16:30

O diretor de competição da KTM, Pit Beirer, lamenta que Pol Espargaró mude de lado depois de 2020. Mas ainda tem muito a ver com o piloto Espanhol 11º no Mundial.

O diretor de automobilismo da KTM, Pit Beirer, não quer confirmar que Pol Espargaró vai correr na Honda Repsol nos próximos dois anos. Estas transferências são anunciadas pelo novo empregador e não pela marca que perde o piloto. E assim como Petrucci ainda não está autorizado a falar sobre a KTM por causa do seu contrato com a Ducati, Espargaró não está autorizado a falar sobre a Honda.

Se a KTM não conceder permissão, o que não faria muito sentido agora, terá mesmo de manter o silênciao até 15 de Setembro – até porque tem mais uma época para andar pela KTM.

“Claro que ouço os rumores sobre Pol e a HRC, mas não sei exatamente para onde Pol irá no próximo ano”, diz Pit Beirer. “Para mim, chegou definitivamente o momento em que gostaria de enviar um claro ‘obrigado’ a Pol. Ele decidiu pelo nosso projeto de MotoGP quando ainda tínhamos uma folha de papel em branco. No nosso primeiro Grande Prémio de 2017, no Qatar, estivemos na última fila com os dois pilotos, e éramos muitas vezes dois a três segundos mais lentos do que as melhores motas. Mas já em 2019 em Misano, Pol estava na outra ponta da grelha, também chegamos a essa posição, e lá arrancou na posição inicial 2. Temos tido altos e baixos juntos, e ultrapassado muitos contratempos e lesões. Pelo meio celebrámos o nosso primeiro lugar no pódio com ele na chuva de Valência em 2018. No total, vivemos uma bela aventura juntos. O Pol tem contribuído muito para o nosso projeto. O que quer que faça no futuro, terá sempre os seus amigos na KTM. Desejamos-lhe tudo do melhor.”

“Mas também tenho de vos lembrar que ainda temos uma temporada completa com 17 corridas pela frente. E Pol ainda é o nosso piloto este ano. É muito importante alcançar resultados importantes em 2020”, diz Pit Beirer. “Continuaremos a lutar com ele com muita coragem contra a forte concorrência.”

Mas já é claro que Pol Espargaró vai ter um adversário sério no campo da KTM, com Miguel Oliveira a ocupar o seu lugar na Equipa de Fábrica para 2021.

O piloto da Tech3 marcou o melhor tempo no teste de dois dias em Misano.

“É um prazer para mim integrar quatro pilotos famintos de sucesso no nosso programa de MotoGP numa nova constelação para 2021”, acrescentou Beirer.

“Por um lado, conhecemos a relação produtiva de trabalho entre o Brad e o Miguel. Mostraram em todas as categorias, desde a Taça da Red Bull Rookies até Moto3 e Moto2 na KTM Red Bull, que têm o desejo de vencer corridas. Acreditamos que eles têm a determinação de levar o nosso projeto de MotoGP para a frente. Por um lado, estamos agora a investir em futuros pilotos de topo que poderão amadurecer em estrelas já em 2021. Seria emocionante ver isso. Estamos agora a interligar as nossas duas equipas de MotoGP numa grande. Todos os quatro pilotos vão estar em motos idênticas e têm as mesmas opções. O desenvolvimento dos nossos pilotos e os seus sucessos tornam-se uma grande história da KTM. Será refrescante levar estes jovens a novos patamares numa competição tão forte.”

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png