MotoGP, 2020, as equipas: A Ducati Pramac

Por a 7 Junho 2020 16:30

A Pramac Racing, que não é mais que a antiga equipa do Madrilenho Luis D’Antin rebatizada, estreou-se no Mundial de MotoGP em 2002 e durante dois anos consecutivos foi chamada Honda Pramac Racing. Tetsuya Harada foi o primeiro piloto da Pramac Racing a bordo da sua Honda NSR500 com pneus Dunlop, seguido em 2003 por Makoto Tamada montando uma RC211V – o único piloto da Honda que usava pneus Bridgestone, e conquistou um pódio no Brasil.

A Honda Pramac Racing também correu em parceria com a Sito Pons Racing, e em 2004, juntamente com Makoto Tamada, alcançou o seu primeiro sucesso e recolheu 2 vitórias durante a temporada. De 2005 a 2007, a Pramac Racing e a D’Antin MotoGP Team juntaram-se e tornaram-se a Pramac d’Antin a competir com uma Ducati.

Makoto Tamada deu sucessos à Pramac quando era a Pons

Roberto Rolfo iniciou este novo desafio dando lugar a Alex Hofmann, José Luis Cardoso e Alex Barros, que alcançaram um pódio no Grande Prémio de Itália em 2007, levando a equipa a um sexto lugar do ranking. Em 2008, a equipa foi patrocinada pela Alice, a Telecom italiana, e renomeada Alice Team, embora a marca de empilhadoras continuasse como sponsor.

Os pilotos Sylvain Guintoli e Toni Elias, que obtiveram dois pódios na República Checa e em São Marino, levaram a formação a tornar-se a única equipa satélite a alcançar este resultado durante a temporada. Durante a temporada de 2009, a equipa competiu sob o nome de Pramac Racing com Mika Kallio, que se destaca como o melhor estreante dessa temporada, com os pilotos de teste da Ducati Corse Niccolò Canepa e Aleix Espargaró substituindo qualquer um dos dois pilotos ao longo da temporada.

Kallio e Espargaró voltaram a correr pela Pramac na temporada de 2010. Em 2011, a equipa celebrou o seu 10º aniversário no MotoGP, liderada por Loris Capirossi, de volta à Ducati, e o seu companheiro de equipa, o jovem piloto Randy De Puniet.

No ano seguinte, Hector Barberá usou as cores da Pramac Racing Team, obtendo a primeira linha da grelha em Mugello, e terminando no top 10 de 11 corridas, apesar da lesão sofrida. Durante a época de 2013, a Pramac Racing intesificou a sua relação com a Ducati, tornando-se a equipa de Apoio à Fábrica. Isto permitiu que os seus pilotos, Andrea Iannone e Ben Spies, competissem num nível mais alto, com praticamente o mesmo equipamento que os pilotos oficiais da equipa.

Nesse ano, a equipa confirmou o jovem talento italiano Andrea Iannone e contratou o primeiro piloto colombiano da história a competir em MotoGP, Yonny Hernandez.

A temporada de MotoGP de 2015 reservaria grande satisfação à Pramac Racing, que desde o Grande Prémio de Itália em Mugello se torna na OCTO Pramac Racing Team.

O ponto alto da temporada ficou representado pelo segundo lugar conquistado por Danilo Petrucci no final do GP da Grã-Bretanha em Silverstone e a OCTO Pramac Racing fechou em sexto lugar na classificação do MotoGP com 160 pontos.

Na temporada de 2016 a OCTO Pramac Yakhnich confirmou Danilo Petrucci e Scott Redding, ambos na Ducati Desmosedici de 2015. O início de Scott Redding é muito promissor, conquistando o sexto lugar e o prémio de Melhor Equipa Independente no Grande Prémio dos Estados Unidos em Austin. O pilotos britânico consegue o seu primeiro pódio com a Pramac Racing em Assen e confirma estar em grande forma no GP da Alemanha a seguir, terminando em quarto lugar.

Quem se lembra que Scott Redding passou pela Pramac?Mesmo na Áustria, Redding obtém um bom resultado: o oitavo lugar do piloto de Gloucester vale-lhes o prémio de Melhor Equipa Independente. A temporada de Danilo Petrucci começa com uma lesão na Austrália, que o obrigou a perder as primeiras quatro corridas, e foi Michele Pirro que o substituiu para defender as cores da Octo Pramac Yakhnich.

Danilo Petrucci está de volta à sua Ducati Desmosedici em 2015 em Le Mans e conseguiu o melhor resultado da temporada (7º lugar, como na República Checa). Assim, a Octo Pramac Yakhnich terminou a temporada no sexto lugar do ranking de equipas. Danilo Petrucci e Scott Redding alcançaram o 14º e 15º lugares, respetivamente.

Petrucci foi outra das estrelas da Pramac

 

O ano de 2017 é um ano extraordinário para a Octo Pramac Racing. Danilo Petrucci é um dos grandes protagonistas da temporada. O piloto de Terni conquistou o pódio por 4 vezes com um fantástico terceiro lugar em Mugello e lutando pela vitória até à última volta tanto em Assen como em Misano.

Para Petrux, houve também quatro arranques da primeira linha nos GPs de Barcelona, Alemanha, Misano e no Japão, fazendo a Octo Pramac Racing terminar em sexto lugar na classificação por equipas. No final da temporada de 2017, a equipa contrataria Jack Miller.

Em 2018, a Alma torna-se o novo patrocinador titular da Pramac Racing.

Danilo Petrucci monta a Ducati DesmosediciGP de 2018, enquanto Jack Miller tem a versão de 2017 à sua disposição. O melhor resultado foi o segundo lugar de Danilo Petrucci em Le Mans e no final da temporada Alma Pramac Racing recebeu o cobiçado prémio “Melhor Equipa Independente” no MotoGP.

Já em 2019 a equipa gerida por Francesco Guidotti tem renovado sucesso com Jack Miller, que, depois de ficar perto com 4º na Argentina, consegue um pódio logo na terceira corrida em Austin. O Australiano fica em todos os Grandes Prémios que termina dentro do Top 10, e repetiria o 3º lugar do pódio mais 4 vezes, em Brno, Aragón, na Austrália e Valência, valendo-lhe a recém confirmada promoção à formação oficial da Ducati para 2021.

Guidotti, aqui com Danilo Petrucci,  tem sido um manager incansável

Francesco “Pecco” Bagnaia, embora terminado a época apenas em 15º, também se revela um rookie bem escolhido, pois pontua em todas as provas que acaba menos duas e consegue 3 resultados no Top 10, incluindo um impressionante 4º na Austrália…

Para 2020, a Pramac continua a alinhar com estes dois pilotos em Desmosedici de 2020, mas Guidotti já confirmou a contratação de Jorge Martin, e a equipa assume-se como uma verdadeira antecâmara dos pilotos que ascenderão a seguir à Ducati oficial…

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x