MotoGP 2020: A Ducati apresenta-se

Por a 24 Janeiro 2020 15:00

O histórico Palazzo Re Enzo, na Piazza Maggiore de Bolonha, em Itália, foi o palco para o lançamento da equipa Ducati Mission Winnow de 2020.

Durante o evento, os pilotos Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci, juntamente com o CEO da Ducati Motor Holding, Claudio Domenicali, e o gerente da Ducati Corse, Luigi Dall’Igna, revelaram as novas cores das motos Desmosedici GP20 que a equipa italiana colocará no Campeonato do Mundo de MotoGP de 2020.

As novas cores, vermelho brilhante com alguns detalhes em preto e cromado, farão a sua primeira aparição oficial em corrida no Grande Prémio inaugural da temporada de MotoGP de 2020 no Qatar, no próximo dia 8 de Março.

Uma nova temporada emocionante está prestes a começar. De 7 a 9 de Fevereiro, a Ducati Mission Winnow fará a sua primeira aparição em pista para 2020 no Teste Oficial de MotoGP em Sepang, na Malásia.

Claudio Domenicali, CEO da Ducati Motor Holding.comentou: “A corrida é e sempre foi uma parte fundamental da nossa empresa, mesmo numa época particularmente complicada em que a tecnologia está mudando drasticamente o ambiente. Para ter sucesso nesta situação, é necessário continuar investindo em pesquisa e desenvolvimento, e as corridas são uma parte crucial do nosso compromisso com isso. Se somarmos a P&D realizada para a linha de produção, as corridas e os ativos necessários para produzir novos modelos, a pesquisa global da Ducati vale mais de 10% da receita.”

“A nossa máquina Panigale V4 foi profundamente renovada para 2020 e não teria nascido sem a contribuição de todas as lições que aprendemos graças à competição. Um motor que apresenta uma cambota contra-rotante, um controle de tração multi-regulável, uma carenagem aerodinâmica eficiente que inclui aletas de estabilização, são apenas alguns dos elementos decorrentes do trabalho hábil realizado por Gigi e a sua equipa no MotoGP. Estamos incrivelmente orgulhosos, porque a Ducati é a única empresa não apenas italiana, mas também a única europeia, capaz de vencer corridas no MotoGP desde o início do campeonato em 2002.”

“Temos orgulho de representar um excelente território, o Motor Valley, na competição. Esta é uma área incrível que, num raio de 150 quilómetros, vê marcas de prestígio como Ferrari, Lamborghini, Maserati, Dallara, Pagani e, claro, a Ducati, que fica a apenas 15 minutos do centro de Bolonha. É assim que a Ducati vê as corridas: uma incubadora tecnológica avançada, uma vitrine de inteligência e tecnologia italianas e um incrível componente de paixão por todos os Ducatisti.”

“Quero agradecer a todos os nossos parceiros e patrocinadores e desejar tudo de bom a Andrea, Danilo e Gigi e toda a equipa. Desejo a todos nós uma temporada altamente competitiva e cheia de satisfação ”.

Luigi Dall’Igna, gestor da Ducati Corse: “Já deixámos a temporada de 2019 para trás, um ano que nos confirmou como vice-campeão na classificação dos pilotos pela terceira vez consecutiva com Andrea. Dovizioso conseguiu nove pódios e duas vitórias incríveis. Ao mesmo tempo, Danilo também nos deu emoções incríveis com a sua vitória em Mugello, que é um GP que vencemos nos últimos três anos. Ainda assim, não podemos dizer que estamos completamente satisfeitos, pois o nosso objetivo final permanece o mesmo: conquistar o título mundial. 2020 será ainda mais intenso e exigente, com vinte corridas programadas no calendário, e os nossos rivais serão ainda mais competitivos. É por isso que todos precisamos de aumentar o nosso compromisso. Por esse motivo, temos trabalhado duro durante o inverno para oferecer a Andrea e Danilo uma Desmosedici GP20 que lhes permitirá tornarem-se os principais desafiantes em todas as corridas e condições”.

Andrea Dovizioso (# 04, Ducati Mission Winnow): “2019 foi interessante e fez-nos entender alguns aspectos que nos ajudarão a melhorar e crescer em 2020. O ano passado, terminámos como vice-campeões pela terceira vez consecutiva atrás de Marc Márquez, um piloto que com certeza fez a diferença no ano passado, mas também fizemos o melhor possível por administrar bem o nosso potencial. Cada ano tem a sua própria história, e não é fácil prever o que acontecerá em 2020. O nosso objetivo é claro; queremos desafiar pelo título novamente. Tanto a Ducati como eu estamos trabalhando duro para voltar mais fortes do que nunca. Comparado com o ano passado, conto encontrar rivais mais competitivos, mas também crescemos muito e estou confiante de que poderemos continuar com a nossa tendência positiva ”.

Danilo Petrucci (# 9, Ducati Mission Winnow ): “2019 foi positivo para mim, apesar de algumas dificuldades no final do ano. Foi a minha melhor temporada no MotoGP em termos de resultados. Consegui a minha primeira vitória em Mugello, numa corrida fantástica diante de todos os fãs da Ducati. Esse resultado aumenta a minha confiança e motiva-me a melhorar ainda mais este ano. Sei que os nossos rivais voltarão mais fortes este ano, mas isso também vale para mim. Venho melhorando e crescendo a cada época, e este ano quero confirmar os meus resultados e dar mais passos positivos em relação ao ano passado”.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png