Automobilismo: Faleceu Stirling Moss

Por a 12 Abril 2020 14:02

O antigo piloto britânico Stirling Moss, vice-campeão mundial da Fórmula 1 na década de 50, morreu hoje, aos 90 anos, vítima de doença prolongada, segundo informou a mulher, Susie Moss.

Stirling Moss, que é recordado como um dos grandes pilotos da história do automobilismo mundial, estava afastado da vida social desde 2018, devido a problemas de saúde recorrentes, tendo sido afetado em 2016 por uma infeção pulmonar, que o manteve hospitalizado durante 134 dias.

Em 2010 também complicou a saúde ao cair pelo poço do elevador na sua casa de Mayfair, no centro de Londres, tendo na altura fraturado os tornozelos e contraído lesões várias.

Nascido em Londres, a 17 Setembro de 1929, Moss participou em 529 corridas em várias modalidades de velocidade ao longo da carreira, arrecadando 212 vitórias.

Entre 1951 e 1961, disputou 66 grandes prémios de Fórmula 1, somando 16 vitórias, mas nunca venceu o Mundial de F1, ficando por quatro vezes no segundo lugar e três em terceiro, acabando por ficar conhecido como “o melhor piloto que nunca venceu um campeonato do Mundo”.

Além dos 16 GP que venceu, o britânico registou ainda 16 ‘poles’, 19 melhores voltas, quatro ‘hat-tricks’ de ‘pole position’, volta mais rápida e vitória, e 24 pódios durante os 10 anos em que correu na F1, acumulando um total de 186,6 pontos.

Nesse período, representou as equipas HWM, Connaught, ERA, Cooper, Maserati, Mercedes, Vanwall, BRM, Lotus e Ferguson. Foi também o primeiro não-italiano a vencer as Mille Miglia que atravessavam a Itália a grande velocidade, a 1 de Maio de 1955 e no processo, inventar as notas de Rallie, para que o seu pendura, o jornalista Denis Jenkison, lhe pudesse dar indicações…

Em 1958, uma atitude de desportivismo no circuito da Boavista em Portugal, viria a impedi-lo de conquistar o título de campeão da F1 no final dessa época. Moss venceu a corrida, no Porto, mas no final ilibou Mike Hawthorn, que tinha sido desclassificado por ter feito uma inversão de marcha em plena pista, o que fez com que Hawthorn se sagrasse campeão, com um ponto de vantagem sobre Moss.

Moss retirou-se oficialmente das corridas de alta competição em 1962, na sequência de um acidente em Goodwood, que o deixou em coma por um mês e parcialmente paralisado durante seis meses.

‘Sir’ Stirling Moss ainda continuaria a participar em corridas de ‘lendas’ do automobilismo até aos 81 anos.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x