MotoGP: Qual será o papel de Andrea Dovizioso na Yamaha em 2022?

Por a 4 Dezembro 2021 18:48

O facto de Darryn Binder ter sido trazido diretamente do Moto3 para o MotoGP foi recebido com incredulidade e desapontamento de alguns quadrantes. Mas do outro lado da garagem da RNF (a equipa júnior da Yamaha), está um piloto de 35 anos. O The Race reflete sobre esta questão.

Apesar de Andrea Dovizioso ser um piloto que ganhou 15 corridas e que terminou três vezes como vice-campeão, o motivo para ele estar na equipa, diz o The Race, tem a ver com dinheiro e com o facto de a empresa de energia italiana WithU ter deixado claro que queria um piloto italiano na equipa – e com a promoção de Franco Morbidelli para a equipa de fábrica, as opções eram limitadas.

Dovi foi uma peça chave a garantir a WithU como suporte financeiro da equipa de Razlan Razali. Para além de Dovizioso, os outros ‘pilotos com lugares pagos’ no MotoGP são Darryn Binder (com o apoio da Green Power) e Taka Nakagami, que tem o apoio da Idemitsu e da própria Honda.

A questão que o The Race coloca é, tendo Dovizioso contrato com a Yamaha e não com a RNF, e só tendo conseguido 12 pontos nas cinco corridas que fez no final da época de 2021, será que a Yamaha vai querer ter um piloto que não tenha tão bons resultados? Razali disse que sim, mas é improvável que seja um grande fator na luta pelo título.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x