MotoGP, Iker Lecuona: “O MotoGP não foi justo comigo”

Por a 24 Novembro 2021 18:12

Iker Lecuona também se despediu em Valência do MotoGP. O espanhol, que vai para o campeonato de SBK na próxima temporada, admite alguma amargura na despedida, dizendo que o facto de ter apanhado os dois campeonatos afetados pela Covid-19 o prejudicou.

“O MotoGP não foi justo comigo. Por um lado, sim, saio com alguma amargura, por outro não. O meu erro não foi ter entrado no MotoGP demasiado jovem, foram mais as circunstâncias que prevaleceram quando eu cheguei à classe principal. Apanhei dois anos de covid-19 quando não conseguíamos fazer um campeonato normal. Fiz muito menos corridas do que estava habituado por causa da crise do coronavírus, e, consequentemente, fiz menos quilómetros numa moto que era difícil de conduzir e compreender”, revelou.

“Isso também quis dizer que não conseguimos fazer algumas corridas em 2020 que estavam no calendário deste ano. Por isso, eram novas para mim e claro que isso afetou a performance. Por isso é que acho que foi injusto. Não acho que tenha a ver com a minha idade. Talvez não estava 100 por cento pronto quando subi. Mas tinha o que era preciso para lutar no MotoGP, mostrei isso quando consegui lutar por lugares no top-10 no meu primeiro ano, e novamente esta época”, disse.

5 1 vote
Article Rating
1 Comentário
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
FanMotores
FanMotores
5 dias atrás

Claro que sim, é dos melhores que lá andam, só que sem ovos não se fazem omeletas, e aquela moto não dá suficientes oportunidades a quem as tripula. É uma moto difícil que implica muitos riscos para tentar fazer um pouco melhor.

Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x