MotoGP, 2021, Misano 2, Miguel Oliveira: “Triste por não terminar, mas de cabeça erguida para Portimão”

Por a 24 Outubro 2021 16:07

O piloto português caiu na mesma altura que Francesco Bagnaia, quando seguia no quarto posto da corrida de Misano. “No final estava a ser cada vez mais difícil de controlar a moto, muito instável em alguns sectores do circuito“, confessou Miguel Oliveira.

Na segunda passagem por Misano em 2021, Miguel Oliveira fez uma boa partida e subiu ao segundo posto na travagem para a curva 1, perdendo uma posição pouco depois para Jack Miller e logo de seguida para Marc Marquez, perdendo o terceiro lugar.

Pól Espargaro conseguiria desalojar o português do quatro lugar, passando desde então o piloto da Honda e Miguel Oliveira a rodar sempre juntos e isolados do restante pelotão, liderado por Franco Morbidelli.

O piloto luso da KTM parecia ter tudo a seu favor, ia à vontade e sem pressão e a prova aproximava-se da fase final da corrida, quando Pecco Bagnaia caiu e praticamente na mesma altura Miguel Oliveira.

O comentário de Miguel Oliveira, após a corrida, num estado de espírito de sensações mistas:

“Estou triste por não ter terminado esta corrida com as possibilidades de terminar no Top 5 ou possivelmente no pódio, mas estou contente com todo o fim de semana, com a minha corrida.

No final estava a ser cada vez mais difícil de controlar a moto, muito instável em alguns sectores do circuito, e a queda veio na sequência disso mesmo. Apesar de tudo, saímos daqui satisfeitos e de cabeça erguida para Portimão.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x