MotoGP, 2021, Misano 2 – Jorge Lorenzo: “Estou muito feliz pela Yamaha”

Por a 25 Outubro 2021 16:53

Jorge Lorenzo, ex-piloto da Yamaha, falou sobre o título mundial conquistado por Fabio Quartararo, mostrando-se muito feliz pelo francês e pela sua antiga equipa.

“Estou muito feliz pela Yamaha, porque sou um homem da Yamaha. Os três títulos que conquistei em MotoGP foram com eles. Vou sempre ser lembrado como um piloto da Yamaha. Esta equipa é uma família e são pessoas muito sérias naquilo que fazem. Finalmente conseguiram encontrar um piloto com uma condução suave, como eu, que se adequa perfeitamente àquele tipo de moto”, disse o espanhol, que tinha sido o último piloto a conquistar um título mundial pela Yamaha, em 2015.

“Merecemos muito este título. O Fabio provou a todos no paddock o contrário daquilo que se pensava. Quando o ele chegou ao MotoGP, à Petronas em 2019, ninguém acreditou que ele poderia vir a ser tão competitivo e a sagrar-se campeão do mundo. Achava-se que em Moto2 ele não era muito competitivo e que, apesar de ser um piloto talentoso, não era muito consistente. Mas ele, pouco a pouco, foi evoluindo e mudou muito em relação à temporada passada, pois é muito raro cometer erros hoje em dia”, afirmou o ex-piloto da Yamaha.

Jorge Lorenzo explicou ainda a importância de Fabio Quartararo não se ter deixado levar pela pressão que Francesco “Pecco” Bagnaia vinha a colocar na sua liderança do campeonato nas últimas corridas. “Vi um Pecco muito forte nas últimas 4 ou 5 corridas. Ele era o corredor modelo, sempre na pole position e quase sempre a conseguir a vitória. Isto colocou alguma pressão extra no Fabio, que via a sua vantagem a diminuir aos poucos. Durante o fim de semana ele teve muitas dificuldades em ser competitivo em condições mistas. A Yamaha não é a moto mais competitiva em piso molhado  e em condições mistas é muito complicado conduzi-la. Com o Pecco na pole e o Fabio em 15.º lugar, as circunstâncias não eram muito favoráveis, mas ele nunca se deixou levar pelo stress e nunca perdeu a cabeça. Pouco a pouco foi recuperando posições e teve a sorte de o Pecco sofrer aquela queda”.

Lorenzo adiantou ainda que Fabio Quartararo não estava, de todo, à espera de se sagrar campeão do mundo já em Misano. “Claro que era uma possibilidade, pois pode sempre haver uma queda, tal como aconteceu. Acho que ele pensava mesmo que só ia conseguir sagrar-se campeão mundial em Portimão, mas teve uma surpresa”.

Ainda em relação ao piloto francês, Lorenzo acrescentou: “Não podemos ganhar todas as corridas e vão existir sempre circuitos que não nos assentam tão bem. No entanto, temos de dar o nosso melhor e terminar essas corridas na melhor posição possível, e foi precisamente isso que o Fabio fez ao longo de toda a temporada. Foi também essa mentalidade que o levou ao título mundial”.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x