MotoGP, 2021, Mandalika: Capacidade de público a 15% nos eventos de abertura

Por a 2 Setembro 2021 18:30

As restrições do Covid-19 significam que o número de fãs para os eventos de abertura do MotoGP e do Mundial Superbike no circuito de Mandalika na Indonésia será limitado

“Porque nos sentamos numa área aberta muito grande, ter 30.000 espetadores por dia significa 15% da capacidade”

Ricky Baheramsjah, CEO

Mandalika, o novo circuito indonésio que irá acolher os eventos de MotoGP e Mundial Superbike, tem uma capacidade massiva de 188.000 espetadores, pelo que mesmo 15% daria um número muito respeitável de quase 30.000, com que muitas organizações na Europa ficariam mais que satisfeitas, especialmente no caso das SBK.

Mas as atuais restrições da Covid-19, com a Reuters a estimar que a Indonésia tenha vacinado apenas 18% da sua vasta população de 270 milhões de habitantes significam que apenas uma fração dessa capacidade de multidão estará provavelmente presente no evento inaugural das SBK em Novembro e para o ano após o teste de MotoGP (Fevereiro) e corrida (Março).

A Dorna já inspecionou a pista

A Associação do Grande Prémio Mandalika estima que cerca 30.000 espetadores ou cerca de 15% do máximo do circuito, serão possíveis para as próximas rondas.

“Queremos obviamente ter eventos que sejam seguros para todos, e esse é basicamente o nosso principal objetivo. Se nos for permitido ter uma audiência em Mandalika, veremos como receber uma percentagem da capacidade total. E porque nos sentamos numa área aberta muito grande e é um ambiente aberto, ter 20-30.000 espetadores por dia significa 15% da capacidade”, disse o CEO da MGPA Ricky Baheramsjah.

“É um número pequeno em relação ao total, mas o mais importante é aprender com outros circuitos que já realizam eventos de desporto automóvel com grandes audiências para ver quais são as suas orientações e procedimentos, para que possamos adaptá-los e trabalhar com o governo.”

“Só não queremos desperdiçar a oportunidade de os espetadores virem assistir a um evento do Mundial Superbike, ou a qualquer evento futuro de MotoGP”.

Happy Harinto, Diretor de Estratégia e Comunicação da MGPA, acrescentou:

“É muito difícil manter uma corrida como esta [no meio de uma pandemia], mas estamos à espera de instruções do governo, quer seja permitido com os espetadores ou não.”

“Mas o que é claro, nós da MGPA estamos prontos… a pista foi concluída, e as [restantes] instalações são apenas uma questão de tempo.”

“A nossa esperança com as Superbike é que este possa ser um aquecimento para futuros eventos, tais como o teste de pré-época e o próprio MotoGP indonésio”.

A capacidade de 188.000 espetadores em Mandalika inclui 50.000 lugares de bancada.

Os únicos eventos não-europeus de MotoGP realizados até à data desde o início da pandemia de Covid são as rondas do Qatar deste ano na abertura da época. Os outros “ultramarinos” foram todos cancelados, com exceção do COTA no Texas, ainda previsto para 1-3 de Outubro, e da Argentina, que continua oficialmente ‘adiado’ mas provavelmente não terá lugar, tendo para todos os efeitos sido substituído por Portimão.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MOTO+
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x