MotoGP, 2021: Broc Parkes anuncia reforma

Por a 20 Fevereiro 2021 14:30

Aos 39 anos, Broc Parkes anunciou a sua retirada: 23 temporadas de corridas entre MotoGP, Superbike, Endurance e campeonatos nacionais chegam ao fim para o australiano com as 12 Horas do Estoril de 2020

“Após cuidadosa consideração, decidi que não podia comprometer-me a correr este ano e que iria dar um passo atrás nos meus compromissos com a Yamaha.”

Depois de 23 temporadas no desporto, Broc Parkes vai pendurar o fato. Vinte e três, como o seu número histórico de corrida, mas isso é apenas uma coincidência.

Algumas semanas depois de ter anunciado o seu acordo com a Yamaha Racing Team Australia para competir na temporada de 2021 da Australian SBK, o piloto de 39 anos de Nova Gales do Sul anunciou a sua intenção de parar de correr.

No entanto, permanecerá na YRT como tester e treinador de pilotos.

Broc Parkes estabeleceu-se como um piloto de sólido talento, fiável e profissional que podia correr em qualquer lugar.

MotoGP, Superbike, Endurance, BSB, All Japan, Austrália: não falta nada ao piloto australiano. Depois de ter alcançado o sucesso no seu país em 125cc e 250cc, como jovem protegido de Wayne Gardner, aterrou na Europa para competir no Campeonato Mundial de Superbikes em 2001-2002 com a equipa NCR Ducati.

Foi o início de uma carreira que o viu defender as cores de equipas líderes do Mundial de Supersport como a Ten Kate, Yamaha Germany, Kawasaki Provec, conquistando por duas vezes o título de vice-campeão mundial.

Em 2014, andou numa temporada completa de MotoGP com a ART CRT da Paul Bird Motorsport, antes de receber a chamada da Yamaha Tech 3 em 2017 no seu Grande Prémio em Phillip Island.

Também defendeu as cores da Yamaha YART durante 7 anos em Endurance, ligando-se à empresa de Iwata também na Austrália onde, em 2019, se aproximou do título ASB1000.

“É com profundo pesar e sinceras desculpas que me encontro a escrever esta carta”, disse Broc Parkes. “Após cuidadosa consideração, decidi que não podia comprometer-me a correr este ano e que, por isso, iria dar um passo atrás nos meus compromissos com a YRT. Voltei para a Austrália para passar mais tempo com a minha família e começar a viver uma vida “normal” com os meus filhos.” Passaram a vida inteira a seguir-me pelo mundo, mas chegou a altura de fazer da minha família a minha prioridade.”

“Continuarei a trabalhar com a Yamaha Australia como tester e treinador ao longo da temporada de 2021. Com 23 anos de experiência no campo do motociclismo, fico feliz por passar a minha experiência a todos os pilotos. Compreendo que esta decisão esteja perto do início da temporada do Australian SBK, mas só a pensei seriamente nos últimos dias. Obrigado a todos os que me apoiaram ao longo da minha carreira.”

As 12 Horas do Estoril 2020, em que terminou em 3º lugar na Yamaha R1 da Wojcik Racing Team, serão assim a última corrida da carreira de Broc Parkes.

A menos que haja um desafio ou uma corrida num futuro próximo que o atraia irresistivelmente!

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Endurance
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x