MotoGP, 2020, Aragón: surpresas com Rins vencedor e Márquez segundo

Por a 18 Outubro 2020 15:17

Numa surpresa total, duas Suzuki acabaram no pódio separadas pela Honda de Alex Márquez, com a vitória de Rins a torná-lo o 8º vencedor em 2020 e Mir em 3º o novo líder do Campeonato

Viñales e Quartararo lideraram no arranque da MotoGP, mas desta foram surpreendidos por Rins que, quatro voltas depois, já estava em segundo colado à Yamaha Monster de Viñales, enquanto um pequeno intervalo separava os dois de Quartararo e Morbidelli, seguidos de Márquez e Miller, com Miguel Oliveira a correr nessa altura em 16º, uma ligeira melhoria na sua posição de arranque da grelha de 18º.

Pouco depois, com três lado lado numa esquerda rápida, Mir colocou-se por dentro das duas Yamaha, para ultrapassar Morbidelli e Quartararo, com duas Suzuki agora à caça do pódio em Aragón.

Uma volta depois Rins ia mesmo para a frente ultrapassando Viñales, e com Mir em terceiro estariam duas Suzuki no pódio, enquanto mais atrás Dovizioso era apenas 9º, Crutchlow 10º e Petrucci 11º e Pol Espargaró a melhor KTM em 12º, Binder e Oliveira nas posições 15 e16 respetivamente.

A meio da corrida Alex Márquez tinha-se aproximado perigosamente do grupo no pódio que ainda tinha as duas Suzuki ensanduichando a Yamaha de Viñales, todo atrás numa longa fila até ao 10º classificado.

As surpresas continuavam duas voltas depois, com Mir a ir para segundo e Alex Márquez a passar Viñales para terceiro para consternação dos homens da Yamaha.

A 5 voltas do final, Márquez estava tal modo em fogo, que veio repetir a Mir a manobra que ele próprio tinha feito a Morbidelli e Quartararo, passando por dentro para segundo e a sanduiche era agora uma Honda entre duas Suzuki, com Miguel Oliveira ainda décimo sexto, sem conseguir fazer progresso, enquanto Binder tinha chegado 12º ultrapassando ambos os irmãos Espargaró e até o rookie Iker Lecuona estava à frente de Miguel Oliveira.

Alex Márquez, dos poucos a escolher um slick dianteiro intermédio, estava a pressionar mesmo o líder da corrida Rins que ia resistindo aos ataques.

A três voltas do final, Márquez só parecia estar a escolher o ponto exato para tentar a ultrapassagem à  Suzuki, os dois a um ritmo tal que o terceiro Mir estavas a 1,2 segundos de distância.

Uma primeira tentativa quase resultou na queda de Márquez, para o horror do seu pai que seguia tudo dos ecrãs, o irmão mais novo a exibir alguma da perícia a controlar derrapagens do ausente Marc.

A duas voltas do final, os dois da frente tinham aumentado o ritmo para ficar a quase 5 segundos do terceiro classificado Mir, a seguir vinham Viñales, Morbidelli, Nakagami, Dovizioso, e Crutchlow, com Miller a fechar o top 10.

Rins venceu, tornado mais incrível pelo facto de ter arrancado da 11ª posição na quarta fila da grelha…

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x