MotoGP, Tailândia: Vitória de Márquez sobre Quartararo dá-lhe 6º título

Por a 6 Outubro 2019 08:53

Para a MotoGP, a escolha de pneus foi universal, com um Michelin duro para a traseira e um médio para a frente, exceto por Jorge Lorenzo, que com uma estratégia de apenas terminar nos pontos, escolheu um traseiro macio… Miller deixou o motor calar-se na grelha e foi obrigado a arrancar do Pit Lane, estragando um bom fim-de-semana ao Australiano da Pramac…

O arranque foi favorável a Quartararo, com Viñales segundo, mas logo na curva 1 Márquez imiscuiu-se por dentro para segundo, com Dovizioso a colar-se aos 3 na 4ª posição, e Morbidelli, Mir e Rins a seguir.

Mais atrás, Pol Espargaró e Miguel Oliveira vinham numa formação de KTM em 13º e 14º, e parecia que o Português só poderia melhorar… à 4ª volta, com Rossi a atacar para se colocar à frente da Suzuki de Mir, Kallio caiu na KTM, deixando a responsabilidade de Oliveira acrescida, pois Syahrin era último, exceto por Miller, claro.

Mais 5 voltas, nada mudava menos o mais experiente Rins passar por Mir para 7º, e Miller já passara Lorenzo mas estava ainda só em 19º fora dos pontos…

O rendimento de Rossi quebra no calor de 32 graus e as Suzuki voltam a passar pelo piloto de 40 anos ao mesmo tempo que Márquez faz a volta mais rápida em 1:30.904

A meio da corrida, Márquez pressionava Quartararo, os dois já um pouco isolados de Viñales, com Dovi a seguir, Morbidelli, Ruins e Mir Rossi, Petrucci e Aleix Espargaró, de novo a fechar o Top 10 só para desistir pouco depois a 9 voltas do fim… com isto, Oliveira ascendia a 13º, mas seria sol de pouca dura pois Crutchlow vinha detrás para colocar o Português de novo em 14º…

Márquez joga ao gato e ao rato com Quartararo, mas o Francês não se descoordena nem quando a Honda o tenta passar por fora no final da reta da meta, e Fabio liderou agora 23 das 26 voltas deste Grande Prémio…

Nas últimas 3 voltas, Viñales é um mero espetador em 3º, e a luta entre Quartararo e Márquez está ao rubro, a Honda uma sombra na traseira da Yamaha em pista e assim as duas entram na última volta, Márquez calculando duas ultrapassagens no limite para bater de novo Quartararo e vencer novamente a corrida e, com Dovizioso 4º a perder 12 pontos, o 6º título de MotoGP, só interrompidos desde 2012 pelo de Lorenzo em 2015… o seu oitavo título Mundial!

Nas últimas voltas, Miguel Oliveira desaparecera dos pontos, passado por Miller e Iannone mesmo ao fecho da corrida para acabar 16 e sem pontos… desfecho inglório num fim-de-semana esforçado!

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto2
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png